Na Assembleia Mundial da Saúde, Marcelo Queiroga defende fortalecimento do SUS

0
131

Ministro pede paz entre países e soberania dos estados

NATHAN VICTOR

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, reiterou nesta segunda-feira (23) que o governo brasileiro é defensor “da vida desde a concepção, da liberdade, da paz e do respeito à soberania dos estados”. A fala foi durante a abertura da 75ª Assembleia Mundial da Saúde, que ocorre em Genebra, na Suíça.

“Combatemos incessantemente a corrupção que retira oportunidades dos cidadãos acessarem o sistema de saúde, impedindo a realização de políticas públicas essenciais”, acrescentou o ministro.

Queiroga aproveitou a oportunidade para ressaltar que, para o enfrentamento de futuras emergências sanitárias, é necessário que os países fortaleçam os sistemas nacionais de saúde. “Durante a pandemia investimos mais de 110 bilhões de dólares no nosso SUS, o que permitiu triplicar nossa capacidade de vigilância, e ampliar a atenção primária e especializada à saúde”.

Em seu discurso, o ministro também destacou o andamento da campanha de vacinação contra a Covid-19 no Brasil, em que mais de 76% da população recebeu as duas doses ou a dose única. De acordo com Queiroga, é preciso que tenhamos, em curto prazo, vacinas ainda mais seguras, eficazes, e custo-efetivas que garantam mais proteção diante de novas variantes do vírus.

O chefe do Ministério da Saúde do Brasil está em agenda na Europa desde 20 de maio. No domingo (22), Queiroga se reuniu com o vice-presidente do Equador, Alfredo Enrique Borrero Vega. O ministro também participou de reuniões com o chefe do Departamento Federal de Assuntos Internos da Suíça, Alain Berset, com ministros do Mercado Comum do Sul (Mercosul) – onde debateram ações conjuntas de acompanhamento da pandemia – e, também, com a ministra da Saúde e Temas Sociais da Suécia, Lena Hallengren.

(Ministério da Saúde)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação