Sete estados brasileiros e o Distrito Federal já emitem a nova Carteira de Identidade Nacional

0
210
Nova Carteira de Identidade Nacional

QR Code permite checar se a identidade é autêntica

Sete estados brasileiros e o Distrito Federal já emitem a nova Carteira de Identidade Nacional (CIN), em um modelo único e válido para todo o território nacional. O documento irá unificar possíveis números de registro existentes em cada um dos 26 estados e do DF, o que impede identidades com numerações iguais e aumenta a segurança contra falsificações, por exemplo.

A CIN será emitida em duas versões: física e digital, ambas com o mesmo layout e segurança. As duas versões possuem um QR Code que permitirá checar se a identidade é autêntica, e se foi furtada ou extraviada.

  • Versão física: Atende aos que não possuem acesso à internet, smartphones ou computadores.
  • Versão digital: Obtida por meio do aplicativo GOV.BR, mas somente após a emissão da carteira física.

O Rio Grande do Sul foi o primeiro estado a oferecer o serviço, em 26 de julho. Acre, Pernambuco, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e o Distrito Federal já emitem a nova carteira desde o dia 4 de agosto. Os demais estados têm até março de 2023 para começar.

De acordo com o Instituto-Geral de Perícias (IGP) do Rio Grande do Sul, desde o início das emissões do documento no dia 26 de julho, em Porto Alegre, foram geradas 1.637 carteiras.

O diretor do Instituto de Identificação Raimundo Hermínio de Melo (IIRHM), do Acre, Júnior César da Silva, conta que desde o início das emissões, mais de 2.600 novas CIN foram solicitadas.

“O novo formato do CIN traz muita segurança para a população, sendo um documento único, utilizando o CPF o número do cidadão e traz também a comodidade de você ter um documento mobile no seu smartphone”, completa o diretor.

O policial civil aposentado, Sandro Rodrigues, de 52 anos, morador de Rio Branco (AC), foi uma das primeiras pessoas do país a obter o RG nas versões física e digital.

“É uma experiência fantástica ter um documento tão importante dentro de um aplicativo no meu celular, um aparelho que anda conosco o dia inteiro”, comenta Sandro.

Segundo o Ministério da Economia, a nova identidade segue padrões internacionais e possui o código MRZ – o mesmo do passaporte, que permite a entrada em países do Mercosul com maior facilidade. Para os demais países, ainda é necessário apresentar o passaporte.

O novo passaporte brasileiro, com mecanismos adicionais de segurança e novo layout,  entrará em vigor ainda em 2022. Não haverá mudança no valor da taxa de emissão, e o prazo de validade continuará de 10 anos.

As Carteiras de Identidade Nacional estão sendo emitidas pelos Institutos de Identificação estaduais. O modelo atual é válido até 2032, ou seja, a troca para o novo não é necessária imediatamente. O RG atualizado será obrigatório a partir de março de 2032.

(Fonte: Brasil 61)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação