Bruna Surfistinha cobra nas redes sociais respeito a quem é profissional do sexo

169

Ela rebate falas preconceituosas de jornalista da Band

O Carnaval de 2023 começou com uma grande repercussão nas redes sociais, colocando em pauta a luta por dignidade e combate ao preconceito aos profissionais do sexo. Na madrugada desta sexta-feira (17/02), Bruna Surfistinha, ex-prostituta, publicou um vídeo em sua rede social pedindo respeito para as pessoas que trabalham com sexo.

O posicionamento é uma resposta aos ataques de Uziel Bueno, jornalista da Band Nordeste, que fez comentários desrespeitosos e violentos contra os acompanhantes.

Na luta por respeito e dignidade – Bruna Surfistinha, que se tornou conhecida pelo livro “O Doce Veneno do Escorpião”, se manifestou pedindo respeito aos profissionais do sexo e cobrando um posicionamento da Band, pelas falas preconceituosas de Uziel Bueno ao comentar sobre o anúncio de Fatal Model como o novo patrocinador do Esporte Clube Vitória.

“O time do Vitória chegou no fundo do poço, mas só vivem na zona mesmo, né? A que nível chegamos?” – uma das falas de Uziel combinada com gestos ofensivos durante a transmissão.

Em seu vídeo, Bruna Surfistinha afirma que já se passaram mais de 138 horas desde que a situação ocorreu e que nenhuma providência foi tomada pela emissora em relação à conduta do jornalista, enfatizando ser uma atitude lamentável. Bruna defende que todo mundo merece respeito e é livre para trabalhar com o que quiser. Ela enfatiza que não importa se as pessoas concordam ou não, e sim, o respeito e a segurança para todos os trabalhadores.

A ex-profissional do sexo também marcou os patrocinadores da transmissão do Carnaval da emissora, o Band Folia, pedindo que se posicionem e mostrem que não toleram comportamentos violentos e preconceituosos em seus programas.

O patrocínio do clube – O caso gerou grande repercussão nas redes sociais e iniciou um debate sobre a discriminação sofrida por acompanhantes, provocando uma onda de solidariedade e levantando questionamentos sobre o papel da mídia na luta contra o preconceito.

O Fatal Model, empresa de acompanhantes que anunciou um histórico patrocínio ao Esporte Clube Vitória, também se manifestou sobre o caso, afirmando que repudia qualquer forma de violência e que apoia a luta contra o preconceito. A marca também publicou nota de repúdio em suas redes sociais.

Enquanto isso, a manifestação de Bruna Surfistinha nas redes sociais tem recebido grande apoio do público, que cobra um posicionamento da emissora e dos patrocinadores do Band Folia. A ex-profissional do sexo se posiciona como uma voz em defesa dos profissionais do sexo e da luta contra o preconceito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui