Burocracia e carga tributária são maiores entraves para jovens empreendedores

0
676

Pesquisa da Confederação Nacional dos Jovens Empresários (Conaje), em parceria com o Sicredi, divulgada na última terça-feira, 17, durante evento em São Paulo revela que principais desafios dos jovens empreendedores brasileiros são questões burocráticas e a alta carga tributária. O estudo consultou 5.792 pessoas de todos os estados.

Eentre as maiores dificuldades de expansão e continuidade dos negócios, neste segmento, está também a gestão financeira. Políticas governamentais que diminuam a burocracia, por outro lado, são vistas com bons olhos. Ainda segundo o levantamento, 31% destes jovens empreendedores já buscaram ajuda junto ao Sebrae e 19,4% contrataram consultoria especializada. A internet é uma aliada para 30,3% deles.

“A informação, a internet e a expertise dos consultores ganham bastante força entre estes novos gestores, que buscam se qualificar nas suas áreas de atuação”, destaca a presidente da Associação dos Jovens Empresários do Maranhão (AJE-MA), Shirley Cunha, que marcou presença no evento de divulgação do resultado oficial do estudo. A AJE-MA atualmente está entre as principais organizações que fomentam a cultura empreendedora no estado.

Ainda, de acordo com os resultados da pesquisa, a instabilidade político-econômica nacional afetou negativamente o setor por conta de dois fatores: a queda de faturamento e a redução de investimentos. No entanto, 55% dos jovens têm interesse em abrir uma nova empresa, mas, em outro segmento.

Mais dados – Dos 5.792 participantes da pesquisa, a faixa etária predominantes é dos 26 aos 35 anos, representando a parcela de 52,2%. Dos jovens empresários consultados, 64,5% são homens e os outros 35,5% são de mulheres. 73,4% têm pelo menos ensino superior completo. De todos os entrevistados , apenas 10% atuam no mercado internacional.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação