Candidatos que eram brancos até 2018 agora se apresentam ao eleitor como pardos

0
257
Duarte Júnior se elegeu deputado como branco, mas em menos de dois anos virou pardo (Foto AL/divulgação)

Políticos decidem mudar de cor no espaço de dois anos

AQUILES EMIR

Dos nove candidatos a prefeito de São Luís com registro efetivado na Justiça Eleitoral até a manhã desta sexta-feira (25), quatro se identificam como brancos, quatro como pretos e um como pardo. O caso mais curioso é do candidato do Republicanos, Duarte Júnior, que em 2918 se elegeu deputado estadual pelo PCdoB como branco e em menos de dois anos mudou de cor, e agora se apresenta como pardo.

O fenômeno ocorrido com Duarte Júnior afetou outros 21 mil candidatos em todo o país, segundo reportagem publicada pelo jornal Folha de São Paulo, nesta sexta-feira (25). O levantamento do jornal paulista foi na comparação com a última eleição municipal, mas Maranhão Hoje apurou algumas situações parecidas no estado, nas diferentes eleições em que candidatos estiveram presentes, concorrendo a vereador, deputado ou prefeito.

Maranhão Hoje entrou em contato com o candidato, mas até o fechamento da reportagem não recebeu retorno.

Em Imperatriz, o candidato Professor Marco Aurélio (PCdoB), que agora se identifica como pardo, disputou pelo menos três eleições – 2004 (vice-prefeito), 2010 (deputado) e 2012 (vereador) – sem informar cor/raça. Ele passou a ser pardo a partir da eleição de 2014, quando se elegeu deputado estadual.

Outro caso curioso é em Barra do Corda, onde Rigo Teles (PV) se apresenta como pardo, na disputa pela Prefeitura Municipal, mas em 2018 se elegeu deputado estadual como branco, só que em 2014 já era pardo, a cor atual. Até 2010, ele não informava a sua cor.

Já em Bacabeira, a prefeita Fernanda Gonçalo (PMN), que em 2016 se elegeu prefeita como mulher branca, está partindo para a reeleição como parda. Na eleição de 2012, quando participou da primeira eleição, não informou a cor. Em Bacabal, o vereador Edvan Brandão (PDT), que disputa a reeleição, como pardo, era branco até 2016, quando se elegeu vereador, o que lhe valeu, como presidente da Câmara Municipal, o cargo de prefeito, após cassação de José Vieira.

Na cidade de Caxias, outro registro caso curioso. O deputado Adelmo Soares (PCdoB), quer se eleger prefeito como pardo, mas em 2018 se elegeu deputado como branco.

Como os candidatos de São Luís se apresentam pela cor:

  • Adriano Sarney (PV) – branco
  • Bira do Pindaré (PSB) – preto
  • Duarte Júnior (Republicanos) – pardo, mas era branco
  • Eduardo Braide (Podemos) – branco
  • Hertz Dias (Psol) – preto
  • Carlos Madeira (Solidariedade) – pardo
  • Neto Evangelista (DEM) – branco
  • Rubens Júnior (PCdoB) – branco
Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação