Carlos Brandão dialoga com Embaixada da China sobre fornecimento de vacinas para o Maranhão

0
187

Vice-governador é um dos políticos com maior trânsito no país asiático

O vice-governador Carlos Brandão (PSDB participou nesta sexta-feira (23) de encontro on-line com a Embaixada da China sobre a possibilidade da aquisição de vacinas contra a Covid-19. Do encontro também participou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula; e do ministro-conselheiro chinês, Qu Yuhui.

“Para vencermos a batalha contra o coronavírus precisamos vacinar, não há outro caminho. Por entendermos que a China é uma forte parceira do governo maranhense, desejamos avançar cada vez mais nas negociações para a aquisição de vacinas e no alcance da imunização, impactando na redução de internações e na retomada da economia”, disse Carlos Brandão.

Atualmente, o Maranhão é o estado com menor letalidade decorrente de complicações causadas pelo coronavírus, sendo duas vezes menor em comparação ao cenário nacional. Além do diálogo com a China, a gestão do governador Flávio Dino recentemente fechou contrato para a aquisição da vacina russa Sputnik V, por intermédio do Consórcio Nordeste, também com o objetivo de acelerar o processo de imunização no estado.

O secretário Carlos Lula reforça que a vacina poderá controlar a pandemia de forma mais efetiva. “Somos admiradores de como a China fez e tem feito o enfrentamento à pandemia. Contudo, dada a situação do Brasil, acreditamos que somente com a vacinação em massa da população controlaremos a doença, principalmente no tocante à diminuição de internações graves e óbitos”, pontuou.

O ministro-conselheiro chinês, Qu Yuhui, pontuou que o Maranhão é um dos estados mais privilegiados por ter cultivado parceria com a China.

“Nós valorizamos muito isso, e, certamente, faremos o possível para ajudar o estado neste momento difícil. Acredito que tanto a província de Hubei como a cidade de Wuhan também estão dispostas a prestar auxílio ao estado do Maranhão, e à cidade de São Luís, no que for possível”, afirmou.

O relacionamento com a China tem rendido bons resultados desde o início da gestão de Flávio Dino. Entre missões empresariais, acordos mercadológicos e doações de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) para o enfrentamento da pandemia em unidades referência do estado.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação