Carlos Brandão prestigia posse de Dino no Supremo e de Capelli na ABDI

23

Solenidades foram nesta quinta-feira em Brasília

O governador Carlos Brandão esteve em Brasília na quinta-feira (22) onde participou da cerimônia de posse de Flávio Dino como ministro do Superior Tribunal Federal (STF). Com a posse, a mais Alta Corte do país volta à sua composição completa, com 11 ministros. No mesmo dia, mais cedo, o governador Carlos Brandão esteve presente na posse do novo presidente da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Ricardo Cappelli.

A cerimônia na Corte foi acompanhada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva; o vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin; o presidente da Corte, Luís Roberto Barroso; o governador Carlos Brandão; e diversas autoridades e políticos de diferentes siglas, governadores e ex-colegas da Esplanada dos Ministérios e demais ministros do Supremo.

“É uma alegria muito grande ter o Flávio Dino como ministro do Supremo Tribunal Federal. Ele passou por todos os poderes e sempre deixou um grande legado. Com certeza, no STF, ele vai dar mais uma grande contribuição pela sua sensibilidade política e grande conhecimento jurídico. E vai ser motivo de grande orgulho para todos nós pelo seu histórico de trabalho e probidade”, assinalou o governador Carlos Brandão.

Para ser empossado, conforme a tradição, Flávio Dino foi conduzido ao plenário pelos ministros mais antigo e mais novo do STF: Gilmar Mendes e Cristiano Zanin, respectivamente.

Em seguida o novo integrante da Corte prestou o compromisso de posse no cargo de ministro do STF. “Prometo, bem e fielmente, exercer o cargo de ministro do Supremo, em conformidade com a Constituição e com as leis da República”, declarou.

Em nome do colegiado, o presidente do Supremo, ministro Luís Roberto Barroso, deu as boas-vindas ao ministro empossado. “A presença maciça, neste Plenário, de pessoas das mais diversas visões políticas, apenas documenta como o agora ministro Flávio Dino é uma pessoa respeitada e querida pela comunidade jurídica, política e pela sociedade brasileira”, disse.

Posse na ABDI – Já a posse de Ricardo Cappelli como presidente da ABDI foi realizada no auditório do Ministério do Planejamento e Orçamento. Ele assume um mandato de quatro anos. Brandão disse que o trabalho de Ricardo Cappelli à frente da ABDI será de grande colaboração para o desenvolvimento da indústria nacional, sobretudo no setor tecnológico.

“Cappelli está preparado, pois é um estudioso do assunto e terá consigo uma equipe muito competente para alavancar a indústria brasileira. E com certeza será mais um parceiro do nosso governo para garantir o desenvolvimento econômico e social do nosso estado por meio do fortalecimento da industrialização do Maranhão”, assinalou o governador Carlos Brandão.

Ricardo Cappelli agradeceu à presença do governador Carlos Brandão e em seu discurso de posse defendeu a necessidade de uma política industrial nacional com dados de um relatório mundial do Fundo Monetário Internacional emitido em janeiro deste ano que apontam a criação, em 2023, de 2.500 novas políticas industriais.

“Não tem nada mais importante neste momento do que fazer o país voltar a se desenvolver, gerar empregos de qualidade, porque é isso que vai fazer as pessoas acreditarem que a democracia melhora a vida delas. Quando a democracia se mostra incapaz de melhorar, as pessoas deixam de acreditar. E é isso que a gente tem que entregar neste país”, afirmou Ricardo Cappelli.

Ricardo Cappelli foi secretário de Estado de Comunicação do Maranhão e secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Agora assume uma nova função a convite do vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin.

A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) é uma entidade vinculada ao Ministério da Economia do Brasil, que tem como objetivo promover a inovação e o desenvolvimento industrial no país. A ABDI foi criada em 2004, com a missão de formular e implementar políticas públicas voltadas para a competitividade, a inovação e a sustentabilidade do setor industrial brasileiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui