Carlos Brandão vistoria obras do Governo do Estado em andamento na Baixada Maranhense

0
166

Vice-governador vistoria ponte Central-Bequimão

Ações na infraestrutura e na área social, em benefício de comunidades na região da Baixada Maranhense. Nesta sexta-feira (14), o vice-governador Carlos Brandão visitou o andamento de obras importantes, como a construção da ponte Central-Bequimão, sonho antigo da localidade e que vai impactar na mobilidade e economia de 10 municípios da região. Assinou ainda termo de cooperação para implantar o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) no município de Central do Maranhão.

“É um sonho de mais de 50 anos. Vários governos passaram, vários prometeram e nós enfrentamos esse desafio e estamos concretizando esse sonho. Já idealizada anos atrás, pelo governador Antônio Dino, a ponte levará seu nome como uma homenagem. É uma obra de grande alcance técnico de engenharia, mas, o governador Flávio Dino, com muita determinação, decidiu realizar. Em um período de pandemia e dificuldades financeiras, o Governo do Maranhão segue com os serviços”, destaca.

Carlos Brandão visitou o canteiro de obras da ponte Central do Maranhão–Bequimão, que está em fase final. Construída sobre o rio Pericumã, a ponte histórica é aguardada por várias comunidades. São 589 metros de extensão que irão beneficiar 10 municípios da Baixada, reduzindo em 78 km a distância dessas cidades ao Porto do Cujupe, melhorando a mobilidade, além de impactar na economia da região. Para os serviços, o Governo do Estado investe R$ 150 milhões em recursos próprios.

O titular da pasta de Infraestrutura, Clayton Noleto, frisou a importância da ponte para a região. “É uma grande obra, um desafio para a engenharia e parabenizamos as equipes envolvidas. Essa ponte vai ajudar no turismo, escoamento do pescado, gerar emprego e renda, acesso a serviços públicos e desenvolvimento social. Na gestão Dino e Brandão é assim, enfrentamento à crise com trabalho e investimento”, disse.

A construção da ponte vai beneficiar os municípios de Bequimão, Central do Maranhão, Mirinzal, Guimarães, Cedral, Cururupu, Porto Rico, Serrano do Maranhão, Bacuri e Apicum-Açu. A Ponte sobre o Rio Pericumã terá estrutura mista, composta de concreto e aço, com vigas metálicas. Além de encurtar outros caminhos da Baixada, diminui em 32 km o trecho até a MA-106, que leva ao Cujupe. A previsão é que os serviços sejam concluídos e a ponte entregue à população, até dezembro deste ano.

O prefeito de Bequimão, João Martins, destacou a obra como “verdadeira redenção do litoral ocidental e da região dos Guarás, que certamente irá transformar, sócio e economicamente, todos os indicadores que precisamos ter aqui e agradecemos o Governo Flávio Dino por esse investimento que será um marco”. No cronograma, o vice-governador vistoriou ainda as obras na MA-211. Os serviços incluem terraplenagem, pavimentação, construção de bueiros, ações de proteção ambiental, drenagem superficial, execução aterros, restauração, sinalização. As obras são executadas pela Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra).

Vice-governador Carlos Brandão vistoria ponte Central-Bequimão (Foto: Nael Reis)

Implantação do PAA – Complementando a agenda na Baixada, o vice-governador Carlos Brandão fez o lançamento do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) nos municípios de Bacuri e Central. No Maranhão são investidos R$ 8,6 milhões para esta etapa da ação, alcançando um total de 139 municípios e beneficiando 1.320 agricultores com a comercialização.

Na ocasião, Brandão assinou o termo de cooperação para implantar o programa e reforçar a segurança alimentar nas regiões. Para desenvolver os programas, serão investidos R$ 65 mil em cada um dos municípios. “Aproveitamos essa passagem à Baixada para implantar os convênios do PAA, para fortalecer a agricultura familiar e garantir comida na mesa de quem necessita. São vários programas de auxílios, criados para apoiar as pessoas neste momento de pandemia e o PAA é um destes”, frisou Brandão.

“Assinamos esse termo para execução do PAA, um programa importante que adquire o alimento da agricultura familiar e põe na mesa de quem mais precisa”, pontuou o o secretário de Estado de Agricultura Familiar (SAF), Rodrigo Lago. A prefeita de Central do Maranhão, Cleudilene Barbosa, conhecida como Fechinha, agradeceu a implantação do programa. “O PAA vai trazer renda aos agricultores familiares e mais condições de uma alimentação segura às famílias que serão beneficiadas”, frisou a prefeita. Assinou ainda o termo de cooperação, o prefeito de Bacuri, Washington Oliveira.

O PAA é uma das principais políticas de apoio e incentivo à agricultura familiar. Por meio dessa iniciativa, agricultores, cooperativas e associações vendem seus produtos para órgãos públicos, de forma direta. O alimento adquirido é distribuído, gratuitamente, à pessoas em vulnerabilidade social.

A agenda na Baixada Maranhense também foi acompanhada pelos deputados estaduais Zé Inácio e Leonardo Sá.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação