Carro por assinatura gera uma economia de até R$ 22 mil no período do financiamento

1
569

Consultor César Karam compara e aponta a melhor opção 

Uma nova modalidade de aluguel de carro desponta no mercado. Não se trata de um aluguel comum, em que se faz um acordo por alguns dias e se paga um valor pré-determinado pela locadora, nem de compartilhamento de veículos, a novidade é o plano por assinatura.

Por ser um período maior de aluguel, as taxas são menores, e incluem as vantagens da locação comum, como zero despesas com impostos, zero custos com manutenção, nem seguro. Mas, colocando na ponta do lápis, será que vale a pena?

Para dar a resposta, o consultor financeiro César Karam, que tem formação em cursos específicos de Bolsa de Valores e possui MBA em administração pela Fundação Getúlio Vargas, fez uma simulação de um plano de assinatura e o comparou com o gasto médio de um veículo próprio.

“Escolhi fazer a pesquisa com o Chevrolet Onix Hatch, por ser o carro mais vendido do Brasil desde 2015. Pela simulação, o banco Itaú (a melhor cotação encontrada pelo especialista na época da pesquisa) pede entrada mínima de R$ 5.394,00 e financiamento de R$ 51.028,52. Em 48 vezes, com a taxa de juros de 1,65%, cada prestação mensal fica em R$ 1.568,19. O custo total fica R$ 80,667,12”, detalha.

O especialista projetou gastos para quatro anos de uso, o equivalente a 100 mil KM, e incluiu custos com troca pneus (R$ 5.700,00 para três trocas), manutenção (R$ 6.116,00), IPVA e demais taxas (R$ 8.152,00), seguro (R$ 13.620,40) e desvalorização de 9% ao ano, em média, (R$ 20.312,11).

“Se eu fosse vender esse carro ao final dos quatro anos, conseguiria vendê-lo por R$ 36.110,41. Descontando esse valor, chega-se a um gasto médio de R$ 78.145,11 por quatro anos de uso, ou R$ 19.536,28 por ano”, revela.Para ter a comparação, o especialista fez uma cotação com a empresa Localiza (melhor cotação encontrada na época da pesquisa) com dados do mesmo veículo, um Chevrolet Onix Hatch.

“Para a assinatura mensal do mesmo modelo de carro, a empresa cobra R$1.506,00 ao mês. Em 48 vezes, ou quatro anos, o valor fica R$ 55.152,00. Subtraindo o total gasto com o carro financiado (R$78.145,11) percebe-se que há uma economia de R$ 22.993,11 no período”, afirma.

“Ao analisarmos as duas possibilidades, percebemos que no financiamento o cliente tem um gasto anual de R$19.536,27, enquanto na assinatura o valor cai para R$13.788,00, praticamente um ano grátis, na comparação com a modalidade financiada”, conclui.

*Na comparação, o especialista fez uma projeção com valores praticados hoje no mercado e usou seus dados pessoais para fazer as simulações. Os valores podem variar em cada caso. A pesquisa completa está no Canal do Karam, no Youtube.

(Com informações e imagens da MF Press Global)

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui