Cavalo Quarto de Milha vendido por R$ 160 mil na Expoema

0
7798

AQUILES EMIR

Uma das maiores transações na 60ª Exposição Agropecuária do Maranhão (Expoema) foi fechada no Horse Shop pelo criador Leonardo Paz, que vendeu um cavalo Quarto de Milha por R$ 160 mil. O animal, que já virou atração entre os pecuaristas que visitam o evento no Parque Independência, vai continuar em exposição até domingo (21), quando a feira se encerra, sendo utilizado para comercialização de sêmens.

O animal nasceu e foi criado na Haras Palmeiras, e foi levado para Expoema para que se proprietário pudesse fornecer coberturas a R$ 2,5 mil a unidade, o que levou a ser procurado por compradores de todo o país.

A grande surpresa, no entanto, ele teve na terça-feira (17), quando foi procurado pelo também criador Dalton Arruda, de São Luís, que fez a proposta irrecusável. Apesar de vendido, o cavalo continua fornecendo sêmens aos interessados em enriquecer seus rebanhos.

De acordo com o zootecnista Afrânio Gazolla, um dos maiores consultores deste segmento pecuário, o comprador fez um excelente negócio, pois em pouco tempo terá o retorno do investimento, tamanha é a procura por sêmens de um animal desse porte por parte de quem deseja o melhoramento genético dos rebanhos equinos.

Animais – O comércio de animais na Expoema tem deixado os pecuaristas em estado de euforia. Segundo o criador Ruy Dias de Souza, proprietário da Fazenda Santa Luzia e que coordenada dos leilões e do Shopping Expoema, a grande procura por animais e a valorização de preço mostram que havia uma demanda reprimida com a não realização da exposição em 2016.

Ele frisou que todos os anos cria-se uma expectativa entre os pecuaristas de irem ao Parque Independência, no período da Expoema, a fim de adquirirem animais de primeira linha, e esta procura foi frustrada ano passado com o cancelamento do evento, o que está sendo recuperado agora em 2017.

Segundo Ruy Dias, o Shopping Expoema reúne criadores do Maranhão, do Tocantins e de Pernambuco, que juntos colocaram a venda cem animais, entre bovinos, equinos e muares. Até o meio-dia desta sexta-feira (20), cerca de 70% já haviam sido comercializados, com preço médio de R$ 8 mil cada um. Pela explicação do criador, os animais adquiridos são excelentes para quem tenciona enriquecer o seu rebanho e ganhar com a venda de bezerros, sêmens, embriões etc.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação