CDL orienta comerciantes sobre como prevenir funcionários e clientes contra o coronavírus

0
557

A Câmara de Dirigentes Lojistas de São Luís (CDL) divulgou nota com uma série de sugestões preventivas que devem ser adotadas de imediato pelas empresa do comércios para evitar propagação do coronavírus. As orientações são “um modo a colaborar com o atual processo de prevenção da doença na capital maranhense, nesse momento em que ainda não há nenhum caso registrado de pessoas infectadas pelo Corona Vírus na cidade”, diz a nota.

A CDL recomenda aos lojistas, por exemplo, disponibilizar aos clientes, assim como a todos os colaboradores, dispensers com álcool gel para higienização pessoal; assim como reforçar a limpeza com uso de álcool 70% de áreas como pisos, corrimões, maçanetas e banheiros, balcões e demais equipamentos de uso público. Outra recomendação é manter os ambientes sempre arejados.

Nos atendimentos presenciais, é recomendável que seja adotado o distanciamento de pelo menos 1 metro entre as pessoas. E sempre que possível, utilizar mais os meios digitais para atendimento nesse momento.

Vale reforçar a necessidade de todos os colaboradores priorizarem o uso de utensílios pessoais (copos, xícaras, talheres e pratos) e não compartilharem os mesmos sob nenhuma hipótese. Em caso de algum colaborador estar com sintomas suspeitos de contaminação pelo corona vírus, o mesmo deve se manter afastado do trabalho, em isolamento residencial segundo orientações médicas.

Todas as medidas preventivas devem ser adotadas pelos lojistas de forma urgente e compartilhadas com todos os colaboradores. A CDL São Luís acredita que, com o atendimento destas recomendações, será possível que o comércio varejista colabore com a prevenção e eventual enfrentamento do corona vírus na capital maranhense, sem a necessidade de interrupção das atividades comerciais.

“O funcionamento das empresas varejistas é de fundamental importância para a economia da cidade, não podemos parar, mas devemos sim, adotar todas as medidas possíveis de prevenção”, afirmou o Presidente da CDL SLZ Fábio Ribeiro.

Quanto à retração na movimentação de consumidores no comércio da cidade, a CDL São Luis afirmou que ainda não é possível prever numericamente o impacto econômico da atual situação varejista.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação