Censo Agropecuário visita mais 100 mil propriedades no Maranhão

0
595

Iniciado em outubro em todo o Brasil, o Censo Agropecuário, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), já visitou em 119.740 propriedades rurais em todo o Maranhão. No país, mais de 2,2 milhões de estabelecimentos já foram recenseados.

A previsão é que 289.085 estabelecimentos agropecuários sejam pesquisados em todo o estado até o final do mês de fevereiro de 2018, quando termina a fase da coleta dos dados. Até o dia 30 de novembro deste ano, a pesquisa já havia sido realizada em 41,42% do total previsto, o que corresponde a 119.740 propriedades rurais maranhenses.

Na Região Nordeste, a previsão é que sejam recenseados 2.477.725 estabelecimentos agropecuários. Até o momento, a coleta de dados foi realizada em 1.015.359 propriedades rurais, o que corresponde a 40,98% do total. Já em todo o Brasil, a previsão é que o recenseamento seja feito em 5.252.354 estabelecimentos e, até o momento, os dados foram coletados em 2.218.822 propriedades, representando 42,24% do total estimado.

Estimativa de estabelecimentos 

 Coletados 

% da estimativa

Brasil

5.252.354

2.218.822

42,24

Norte

506.519

209.767

41,41

RO

88.093

50.185

56,97

AC

30.046

14.069

46,82

AM

81.361

28.374

34,87

RR

10.655

5.046

47,36

PA

228.711

86.702

37,91

AP

10.985

3.368

30,66

TO

56.668

22.023

38,86

Nordeste

2.477.725

1.015.359

40,98

MA

289.085

119.740

41,42

PI

248.229

106.904

43,07

CE

383.902

159.578

41,57

RN

83.526

34.005

40,71

PB

167.761

50.985

30,39

PE

309.181

144.285

46,67

AL

128.534

49.591

38,58

SE

100.927

34.567

34,25

BA

766.580

315.704

41,18

Sudeste

932.312

444.692

47,70

MG

556.713

268.445

48,22

ES

85.214

44.554

52,28

RJ

58.900

27.821

47,23

SP

231.485

103.872

44,87

Sul

1.011.003

425.105

42,05

PR

373.044

160.296

42,97

SC

195.199

97.100

49,74

RS

442.760

167.709

37,88

Centro Oeste

324.795

123.899

38,15

MS

65.127

23.550

36,16

MT

116.151

33.739

29,05

GO

139.427

63.581

45,60

DF

4.090

3.029

74,06

Visita – No Maranhão, um dos estabelecimentos visitados foi o do senhor Pedro de Alcântara dos Reis, de 61 anos de idade, que tem uma propriedade localizada na zona rural da cidade de Imperatriz (distante aproximadamente 700 km de São Luís).

Em sua fazenda ele cria alguns animais e cultiva uma lavoura, de onde tira os produtos para o consumo da família e também para a venda. Ele contou ainda que, apesar destinar alguns desses produtos para a comercialização, a sua maior alegria vem da tranquilidade e prazer que a propriedade lhe proporciona. “Para mim é mais uma diversão”, completou o produtor.

A pesquisa em seu estabelecimento foi feita pela recenseadora Dulcimar Lima Teixeira, de 49 anos de idade, que viu no Censo Agro a possibilidade de complementar a renda, pois ela é autônoma. Ela contou ainda que está satisfeita com as atividades que vem realizando. “Foi o meu filho Vinícius, de 18 anos, quem me disse para fazer o seletivo. No final ele passou e eu também”, disse.

Parcerias – Para a realização do Censo Agro, o IBGE está contando com a ajuda de nove instituições parceiras. Essas parcerias são fundamentais para a divulgação do censo entre os produtores, facilitando a recepção dos recenseadores nas propriedades e conscientizando os proprietários de estabelecimentos sobre a importância de dar respostas precisas aos agentes da pesquisa. Em troca, o IBGE produzirá tabulações especiais para essas entidades, atendendo necessidades que elas tenham de informações sobre o setor.

Os parceiros são: a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB); a Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais, Agricultores e Agricultoras Familiares (Contag); o Instituto Pensar Agropecuária (IPA); a Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários (ANDAV); a Associação Brasileira do Agronegócio (ABAG); a Associação Brasileira da Indústria de Trigo (Abitrigo); a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA); a Confederação da Agricultura e da Pecuária do Brasil (CNA); e a Frente Nacional de Prefeitos (FNP).

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação