Centro de Vacinação de São Luís é aberto para atender público prioritário contra covid-19

0
199

Para a primeira etapa, São Luís recebeu 26,5 mil doses de vacina, desenvolvida pela chinesa Sinovac e Instituto Butantan

Foi aberto nesta terça-feira (19) em São Luís, o Centro Municipal de Vacinação, instalada no Pavilhão de Eventos do MultiCenter Sebrae, no Cohafuma. O local começou a receber os primeiros profissionais de saúde que serão imunizados contra a Covid-19 em São Luís. O Centro Municipal de Vacinação, que integra as ações do Plano Municipal de Vacinação para imunizar a população da capital contra o coronavírus, funcionará de segunda-feira à sexta-feira, das 8h às 17h.

O primeiro vacinado no Centro foi José Maria Lima, 59 anos, porteiro no Hospital de Urgência e Emergência Dr. Clementino Moura (Socorrão II), onde já trabalha há 21 anos. Ele é hipertenso e felizmente não teve Covid-19. “Agora eu tô me sentindo muito aliviado e feliz. Vou continuar me cuidando e aguardar a segunda dose”, comentou. José Maria Lima foi para casa sem sentir nenhum efeito adverso.

Para a primeira etapa da campanha, São Luís recebeu 26.572 doses de vacina, desenvolvida por meio da parceria entre a farmacêutica chinesa Sinovac e o Instituto Butantan, com sede em São Paulo (SP). Com este quantitativo é possível imunizar mais de 13 mil pessoas, já que cada uma precisa tomar duas doses.

Neste primeiro momento da campanha de vacinação serão imunizados profissionais de saúde que atuam na linha de frente da pandemia (urgência, emergência, UTIs e setores Covid nos hospitais). Já na quarta-feira (20), a Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), anunciará quais os próximos grupos dos profissionais de saúde a serem vacinados. Todas as ações do Plano Municipal de Vacinação seguem as diretrizes estipuladas pelo Ministério da Saúde em seu Plano Nacional de Imunização.

O Centro – O Centro Municipal de Vacinação conta com 16 guichês de atendimento para o registro e triagem dos profissionais de saúde a serem imunizados. Com 10 salas de vacinação instaladas no local e 22 vacinadores disponíveis é possível aplicar até 200 doses de vacina por hora e atender até 2 mil pessoas por dia.

Ao chegar ao Centro Municipal de Vacinação, o profissional de saúde passa pela primeira triagem, onde é verificado se ele tem a documentação necessária para ser vacinado. É preciso apresentar uma declaração atividade ou de lotação e um documento de identificação com foto, preferencialmente a carteira do conselho respectivo.

Em seguida, é atendido em um dos guichês onde é feito o registro da vacinação e o profissional recebe uma carteira informando a data da vacinação, o tipo da vacina, lote e fabricante. Após isso ele é encaminhado para a sala de vacinação onde recebe a primeira dose da vacina e é informado sobre a aplicação da segunda dose, que deve ocorrer após três semanas.

Depois de vacinado, ele segue para uma área onde permanece em observação durante alguns minutos até que seja verificada a ausência de efeitos colaterais. Após a checagem, o profissional de saúde pode seguir para as suas atividades de rotina.

Para ajudar as pessoas a relaxar o espaço conta com musicoterapia. Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) fica de prontidão, caso seja necessário prestar algum tipo de atendimento após a aplicação da vacina.

As pessoas do público-alvo que estiverem diagnosticadas ou com suspeita de Covid-19 devem permanecer em casa e em tratamento. Neste caso, a vacinação só pode ocorrer após 28 dias da suspensão de todos os sintomas.

Toda a estrutura do Centro Municipal de Vacinação foi pensada para garantir conforto, atendimento rápido, humanizado, seguro e acessível a quem se dirigir ao local. No local, foram dispostas cadeiras com distanciamento mínimo de acordo com o determinado pelas autoridades sanitárias para evitar aglomerações e organizar o fluxo de pessoas.

O uso de máscara no espaço é obrigatório e foram distribuídos totens com álcool em gel para que todos possam manter as mãos higienizadas. O espaço conta com sinalização e intérpretes de libras. Caso a pessoa tenha algum tipo de dificuldade de locomoção, o vacinador vai até onde o cidadão se encontra para que ele seja vacinado.

Nessa primeira fase, também, serão vacinados idosos com mais de 60 anos em instituições de longa permanência, que serão vacinados nos próprios locais por equipes específicas de vacinadores. A vacinação deste público começa na quarta-feira (20).

Organização de trânsito – Com o início da execução do Plano de Vacinação em São Luís, a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) disponibilizou efetivo de agentes de trânsito para orientar e disciplinar o fluxo de veículos dentro e fora do Multicenter Sebrae (Cohafuma), onde está instalado o Centro Municipal de Vacinação. As ações de apoio consistem na orientação de fluxo e estacionamento, com entrada pela Avenida Jerônimo de Albuquerque e saída pela Avenida Luís Eduardo Magalhães.

A operação da SMTT será realizada durante toda a primeira etapa da vacinação, tendo início sempre duas horas antes e terminando duas horas depois do horário programado para atendimento ao público.

Na ação que desenvolvida na parte interna do Multicenter Sebrae, há, também a organização do trânsito e controle do acesso ao local para as equipes de servidores envolvidos nos trabalhos de vacinação. Também serão disponibilizadas credenciais de estacionamento para todos aqueles ligados diretamente na operação e no apoio.

Ainda como parte dos trabalhos de acesso e mobilidade ao local de vacinação, a SMTT vai dedicar uma atenção especial para pessoas com deficiência, idosos, grávidas e pessoas com pouca mobilidade em geral.

Durante todo o período da campanha de imunização, além da disponibilização de vagas especiais, serão disponibilizados dois carrinhos elétricos para conduzir parte do público que necessitar desse tipo de apoio para locomoção.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação