Cesta básica em São Luis aumenta 0,35%, mas é uma das mais baratas do país

0
621

No mês de abril, a cesta básica em São Luís custou R$ 365,57, o que correspondeu a um aumento de 0,35% em relação a março. Foi o terceiro menor valor entre os 27 calculados pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio Econômicos (DIEESE). Em 12 meses, a variação foi de 2,37% e, nos quatro primeiros meses de 2017, de 2,67%.

Entre março e abril, houve elevação do valor médio do tomate (12,77%), da farinha de mandioca (4,06%), da manteiga (1,88%) e do café em pó (1,61%); os demais produtos apresentaram redução: óleo de soja (-5,09%), feijão carioquinha (-4,61%), banana (-3,10%), leite integral (-3,09%), arroz agulhinha (-2,91%), carne bovina de primeira (-2,06%), pão francês (-1,45%), e açúcar refinado (-0,89%).

Em 12 meses, oito produtos acumularam alta: farinha de mandioca (35,85%), manteiga (32,38%), café em pó (22,72%), arroz agulhinha (9,07%), pão francês ( 5,84%), leite integral (4,16%), tomate (4,00%) e óleo de soja (1,23%). Já as retrações aconteceram para o feijão carioquinha (-22,94%), a banana (-5,69%), a carne bovina de primeira (-2,62%) e o açúcar (1,19%).

Entre março e abril, o preço do tomate continuou aumentando, sendo o item da cesta básica com a maior variação na capital maranhense. O encerramento da colheita da safra de verão, além da lenta maturação por conta das baixas temperaturas, explicaram a redução da oferta e elevaram as cotações do fruto no varejo.

A cotação da farinha de mandioca aumentou, por mais um mês, devido à baixa disponibilidade da raiz para a colheita, que se concentrou – maior parte-, em poucos produtores.

O preço do óleo de soja recuou. Oferta elevada da soja no mercado interno e baixa demanda dos derivados do grão reduziram as cotações no varejo.
O preço do feijão carioca diminuiu, por mais um mês. O volume disponível do grão não foi grande, o que compensou a demanda enfraquecida, explicando a queda dos preços.

O trabalhador ludovicense, cuja remuneração equivale ao salário mínimo necessitou cumprir jornada de trabalho, em abril, de 85 horas e 50 minutos, maior que o tempo necessário em março, de 85 horas e 32 minutos. Em abril de 2016, a jornada era de 89 horas e 17 minutos.

Em abril de 2017, o custo da cesta em São Luís comprometeu 42,41% do salário mínimo líquido (após os descontos previdenciários). Em março, o percentual exigido foi de 42,26%. Já em abril de 2016, o comprometimento foi de 44,11% do salário mínimo.

Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos Custo e variação da cesta básica em 27 capitais Brasil: 

  • Porto Alegre (RS) – R$ 464,19
  • Florianópolis (SC) – R$ 453,54
  • Rio de Janeiro (RJ) – R$ 448,51
  • São Paulo (SP) – R$ 446,28
  • Vitória (ES) – R$ 431,54
  • Brasília (DF) – R$ 427,37
  • Fortaleza (CE) – R$ 423,08
  • Cuiabá (PR) – R$ 411,41
  • Curitiba (PR) – R$ 404,55
  • Campo Grande (MS) – R$ 402,19
  • Belém (PA) – R$ 398,12
  • Belo Horizonte (MG) – R$ 397,36
  • Teresina (PI) – R$ 397,30
  • Palmas (TO) – R$ 392,85
  • Boa Vista (RR) – R$ 388,99
  • Goiânia (G) – R$ 388,83
  • Porto Velho (RO) – R$ 383,96
  • João Pessoa (PB) – R$ 382,52
  • Maceió (AL) – R$ 374,63
  • Manaus (AM) – R$ 373,98
  • Natal (RN) – R$ 368,86
  • Recife (PE) – R$ 368,74
  • Macapá (AP) – R$ 368,29
  • Salvador (BA) – R$ 366,63
  • São Luís (MA) – R$ 365,57
  • Aracaju (SE) – R$ 363,87
  • Rio Branco (AC) – R$ 333,18
Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação