China diz que testou, em julho, veículo espacial e não míssil

0
178
The Long March-5B Y2 rocket, carrying the core module of China's space station Tianhe, takes off from Wenchang Space Launch Center in Hainan province, China April 29, 2021. China Daily via REUTERS ATTENTION EDITORS - THIS IMAGE WAS PROVIDED BY A THIRD PARTY. CHINA OUT.

País desmente teste de míssil hipersônico

A China testou um veículo espacial em julho, não um míssil hipersônico com capacidades nucleares como relatado pelo Financial Times, disse o Ministério das Relações Exteriores chinês nesta segunda-feiea (18).

Citando cinco pessoas familiarizadas com o assunto, o Financial Times afirmou no sábado (16) que a China testou um míssil hipersônico com capacidade nuclear que voou para o espaço, andando ao redor do globo antes de cair em direção ao seu alvo e não atingi-lo. O jornal disse que o fato “pegou a inteligência dos Estados Unidos (EUA) de surpresa”.

“Não foi um míssil, foi um veículo espacial”, disse o porta-voz do ministério, Zhao Lijian, sobre a reportagem, acrescentando ter sido um “teste de rotina” com o propósito de testar tecnologia para reusar o veículo.

A importância de um teste de reúso é que ele pode “fornecer um método barato e conveniente para humanos viajarem pacificamente de e para o espaço”, disse Zhao, acrescentando que muitas empresas realizaram testes similares.

O Ministério das Relações Exteriores chinês disse que o teste ocorreu em julho, não em agosto, como relatou o Financial Times.

Os EUA acompanham de perto o programa chinês de modernização militar para avaliar os possíveis riscos impostos por um competidor cada vez mais assertivo.

(Agência Brasil com informações da Reuters)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação