CNN Brasil: líder em independência, mas sem liberdade de opinião

0
262

Emissora acredita no seu slogan e no nome do quadro que o jornalista apresentava?

AQUILES EMIR

A CNN Brasil, que adota como slogan a belíssima frase “líder em independência”, foi um dos assuntos mais comentados nas redes sociais nesta sexta-feira (24) por haver demitido o jornalista Alexandre Garcia, que expressou uma opinião no quadro “Liberdade de Opinião”, levado ao ar todas as manhã no programa CNN Novo Dia. Liberdade, mas não tanto assim, meu caro!

Como tudo no Brasil, o assunto foi comemorado por uns e repudiado por outros nos grupos de WhatsApp, Twitter, Instagram etc, bem como não faltaram nem mesmo colegas de profissão que aplaudiram a decisão do patrão, pois sua conduta estaria indo na contramão da linha de partido único que a imprensa tenta impor ao Brasil.

Garcia é mais uma vítima dessa intolerância que se criou com o surgimento da pandemia de coronavírus em que as pessoas passaram a ser rotuladas de negacionistas simplesmente por discordarem de uma tese defendida por algum segmento da ciência, ainda que outro diga ao contrário.

Aos “cientistas do bem” foi creditada a propriedade da Ciência. “Segundo a ciência”, “de acordo com a ciência”, “contrariando a ciência”…, mas, afinal de contas, onde é a casa da ciência?

Mas esta é uma questão mais profunda. Debater o porquê da demissão do jornalista torna-se mais fácil.

Afinal a emissora acredita no seu slogan? A CNN acha correto o nome do quadro do qual participava Alexandre Garcia? A liberdade de expressão, prevista na Constituição, ainda prevalece?

A saída de um jornalista em quase nada afeta uma emissora, um jornal, uma revista, um site…, porém é bem provável que o quadro jornalístico em questão perca interesse de muitos telespectadores, não em solidariedade a Alexandre Garcia, mas porque estará deformado, pois não é permitida a defesa de uma linha em contraposição à outra, até porque quem o substitui-lo, se é que ainda for mantido, praticamente terá apenas de ratificar o pensamento do outro.

Boa sorte, CNN, mantenha-se líder na independência que lhe convém.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação