Fernando Collor, Bolsonaro e Lula são os presidenciáveis mais rejeitados

0
620

AQUILES EMIR

A pesquisa Ibope encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), divulgada semana passada, mostra que, aproximadamente, um terço dos entrevistados declara que não votaria de jeito nenhum em Fernando Collor de Mello (32%), Jair Bolsonaro (32%) ou ainda em Lula (31%). Quando a pesquisa foi realizada, Fernando Collor ainda não havia confirmado sua desistência de disputar a eleição. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo Nº BR-02265/2018.

Ainda de acordo com a pesquisa, Geraldo Alckmin é citado por 22%, Ciro Gomes e Marina Silva por 18%, cada um. Cerca de um em cada dez brasileiros declara que não votaria de jeito nenhum em Rodrigo Maia (13%), em Fernando Haddad (12%), em Henrique Meirelles (11%) ou em Levy Fidelix (10%).

Já Álvaro Dias, Manuela D’Ávila, Aldo Rebelo, João Goulart Filho, Flávio Rocha e Guilherme Boulos são citados por 9% do eleitorado, cada. João Amôedo, Valéria Monteiro, Paulo Rabello de Castro e Guilherme Afif Domingos, são mencionados por 8%, cada um. Eleitores que declaram, de maneira espontânea, que poderiam votar em qualquer um dos possíveis candidatos são 2% e os que preferem não opinar são 11%.

Pesquisa – O Ibope avaliou ainda os desempenhos dos pré-candidatos por regiões, sexo do entrevistado etc. Veja alguns detalhes:

  • As menções ao ex-presidente Lula são mais expressivas na região Nordeste, além disso, se destaca em municípios com até 50 mil habitantes e no interior. Suas citações aumentam conforme diminui a escolaridade e a renda familiar do eleitor.
  • As intenções de voto em Jair Bolsonaro são mais significativas entre os homens e aqueles com até 34 anos. Ao contrário das menções a Lula, o candidato pelo PSL é mais citado conforme aumenta a escolaridade e a renda familiar dos eleitores.
  • As intenções de voto em Marina Silva são mais elevadas nas regiões Norte/Centro-Oeste e Nordeste. No cenário 1 (sem Lula), ela ultrapassa Jair Bolsonaro entre as mulheres, no Nordeste e entre os entrevistados com renda familiar até um salário mínimo e os com grau de instrução até a quarta série da educação fundamental.
  • Ciro Gomes e Álvaro Dias são relativamente mais citados pelos eleitores com 55 anos ou mais.
  • Geraldo Alckmin é mais forte na região Sudeste, Álvaro Dias na região Sul e Ciro Gomes na região Nordeste, onde empata tecnicamente com Marina Silva pelo primeiro lugar.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação