Com as mortes de Waldemiro Viana e Milson Coutinho, Academia de Letras tem três cadeiras vagas

0
386

AQUILES EMIR

Com as mortes no curto intervalo de 24 horas de dois dos seus membros, a Academia Maranhense de Letras (AML) está com três cadeiras vazias. O seu presidente, Carlos Gaspar, lamentou as perdas, e disse que nunca havia se registrado duas perdas em uma mesma data.

Na segunda-feira à noite, morreu Waldemiro Viana, que era ocupante da cadeira 02, e nesta terça, pela manhã, Milson Coutinho, que era ocupante da cadeira de número 15. Em maio, Faleceu José Maria Cabral Marques, ocupante da cadeira 38.

Waldemiro Viana e Milson Coutinho eram graduados em Direito. O primeiro foi vítima de leucemia e o segundo, de infarto.

Morre Milson Coutinho, ex-presidente do Tribunal de Justiça do ...

Waldomiro, dentre as funções que exerceu, foi assessor da extinta Companhia de Saneamento de São Luís (Sanel), da Companhia de Saneamento Ambiental (Caema) e da Companhia de Implantação de Projetos Agrários do Rio Grande do Norte (Ciparn); diretor da Divisão de Serviços Patrimoniais da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), da Companhia Maranhense de Colonização (Comarco), da Companhia de Habitação (Cohab), do Instituto de Terras do Maranhão (Iterma).

PORTAL GADITAS - ano 4 / Por Samuel Bastos: Fevereiro 2010

Milson Coutinho foi redator do Jornal Pequeno, do Diário da Manhã, de O Imparcial, Jornal do Dia e do Diário do Norte, no período de (1959/1970). Colaborador de O Estado do Maranhão e de O Debate. Assessor de Imprensa da Prefeitura de São Luís (1967/1969).

Exerceu ainda cargo de diretor do Arquivo Público do Estado do Maranhão; assessor jurídico das prefeituras dos municípios de Pedreiras, Buriti, Duque Bacelar, Caxias, Coelho Neto, Coroatá e Lago do Junco (1973/1978); fiscal de Rendas da Prefeitura de São Luís e procurador dos Feitos da Fazenda Pública do Município de São Luís.

Foi também suplente de Vereador, pelo PDS, no município de Pedreiras (82/86); suplente de deputado estadual (1967/1971); Procurador-Geral da Câmara Municipal de São Luís (1993); Procurador efetivo do Estado de (1968/1992); Subprocurador-Geral do Estado e Procurador-Geral do Estado em substituição (1993); Assessor jurídico da Assembleia Estadual Constituinte (1989); Consultor Jurídico das Câmaras Municipais Constituintes de São Luís e Caxias (1990). Desembargador do Tribunal de Justiça do Maranhão pelo quinto constitucional (1994) e aposentado em 2009.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação