Com enredo sobre o Maranhão, Acadêmicos do Tatuapé vence desfile do carnaval de São Paulo

0
1749

Campeã do Carnaval de São Paulo de 2017, a Acadêmicos do Tatuapé repetiu o feito levou o título mais uma vez. A escola disparou na 1ª posição isolada na categoria Alegoria e manteve a colocação.

Esse é o 2º título da história do Tatuapé, que recebeu apenas 1 nota abaixo de 10 em toda apuração: 9,9 na categoria samba-enredo.

Quinta escola a entrar no sambódromo do Anhembi na madrugada de sábado (10), a agremiação da Zona Leste levantou a torcida com o enredo “Maranhão, os Tambores vão Ecoar na Terra da Encantaria”.

O samba-enredo da escola destacou a riqueza cultural e as belezas naturais do segundo maior estado nordestino. Da música, à culinária, passando pela história, lendas populares e religiosidade do seu povo.

A capital São Luís mereceu tratamento especial, com destaque para a arquitetura singular, que une o casario colonial adornado de azulejos às habitações populares típicas.

As notas foram lidas nesta tarde no Sambódromo do Anhembi. A vice-campeã foi a Mocidade Alegre com um enredo sobre a cantora Alcione. Celebrando os 70 anos da “Marrom”, o samba-enredo Alcione: a Voz Marrom Que Não Deixa o Samba Morrer cantou a origem maranhense e diversas facetas da artista, como sua ligação com a escola de samba Mangueira, do Rio de Janeiro, além da participação da cantora na luta contra a ditadura.

História – A Acadêmicos do Tatuapé surgiu em 1952, com o nome Unidos da Vila Izabel. Chegou ao terceiro lugar do carnaval em 1969 e 1970, mas em 1986 encerrou as atividades por cinco anos.

Em 1991, a escola iniciou um processo de resgate que incluiu a sucessiva promoção pelos diversos grupos do carnaval até retornar ao Grupo Especial em 2004. Caiu em 2006 e retornou à elite em 2013 para permanecer de vez.

Em 2017, a agremiação havia vencido o carnaval paulistano com o enredo Mãe África Conta a Sua História: do Berço Sagrado da Humanidade à Abençoada Terra do Ouro.

(Da Jovem Pan e Agência Brasil)

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação