Conmebol marca para segunda semana de janeiro julgamento do Flamengo

0
429

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) deve anunciar, na segunda semana de janeiro, a punição aplicada pelo seu Tribunal de Disciplina contra o Flamengo pelos excessos cometidos por sua torcida quarta-feira (13) da semana passada, antes, durante e depois da final da Sul-Americana contra o Independiente da Argentina, no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

O artigo 11.2 da denúncia trata de lançamento de objetos em campo, uso de fogos de artifício, falta de ordem antes, durante e após a partida, não identificação de causadores de agressões e tumultos.

Vale lembrar que a desordem começou ainda em frente ao hotel onde o time argentino estava hospedado e continuou até depois do encerramento da partida, e houve ainda invasão de campo por paraquedista, lançamento de fogos de artifício e objetos no campo, ou seja, uma desordem completa.

A Confederação Sul-Americana de Futebol não tem histórico de aplicação de penas muito severas, no entanto, em 2015, a equipe argentina do Boca Juniors foi eliminada da Libertadores depois que alguns de seus torcedores lançaram gás de pimenta no túnel que dá acesso aos vestiários do River Plate, numa partida na Bombonera, em Buenos Aires.

O Flamengo, se considerado culpado, pode pegar diversos tipos de punições. A pena mais branda seria uma advertência, mas o clube pode receber uma multa, jogar com portões fechados, perder mandos de campo, ser proibido de atuar no Maracanã e até ser excluído da Libertadores de 2018.

Como o Flamengo não tem um histórico de punições por parte da confederação, dentro do clube não se acredita em uma pena máxima, mas ainda é muito cedo para prever o que vai acontecer com o Rubro-negro.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação