Conselho pede apuração de denúncia sobre abuso sexual contra auxiliar de Enfermagem

0
77

Conselho fará acompanhamento do caso e promete total apoio à profissional que teria sido violentada sexualmente

A assessoria jurídica do Conselho Regional de Enfermagem (Coren-MA) acionou, nesta terça-feira (12), a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MA), o Comando da Polícia Militar do Maranhão (PMMA) e o Conselho Regional de Medicina do Maranhão (CRM-MA) para quem tomem medidas contra a violência sexual sofrida por uma técnica de enfermagem,  no Hospital Genésio Rego, no bairro da Vila Palmeira, em São Luís.

O acusado da agressão sexual é médico e capitão da Polícia Militar do Maranhão Allan Xavier Dias, que nega ter agido com violência, ou seja, teria sido uma relação consensual. Ele já está em liberdade, mas o presidente do Coren, José Carlos Júnior, garantiu o acompanhamento do caso por parte do órgão e ofereceu total apoio à profissional á vítima

Acompanham o caso, pelo Coren, a advogada Patrícia Barros e as conselheiras Telciane Rios e Nelciane Pinheiro, além do assessor jurídico do órgão, Frederico Carneiro.

Na tarde de segunda-feira (11), o presidente do Coren-MA, a conselheira Kelly Inaiane e o assessor jurídico do Conselho  estiveram no Hospital Genésio Rego, onde teria ocorrido a violência sexual e colçheram depoimentos sobre o caso.

“Vamos acompanhar o caso de perto para garantir que a profissional tenha toda assistência necessária. Queremos conversar com as equipes de enfermagem para mostrar o apoio que o COREN pode dar nestas situações”, disse José Carlos Junior.

José Carlos Junior acionou também a diretora da Casa da Mulher Brasileira, Kazumi Tanaka, e a delegada responsável pelo caso, Audifran Ribeiro, que garantiram toda a assistência à profissional.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui