Consumo deve crescer 13% a 15% no período de Páscoa, segundo estimativa da Abras

13

Ovos de Páscoa com brindes lideram as encomendas do setor 

O bom desempenho do consumo de itens típicos de Páscoa registrado no ano passado deve se repetir neste ano, de acordo com 85% dos supermercadistas que participaram do estudo feito pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras), em fevereiro. Para 60% deles, o consumo vai ser manter no patamar do ano passado e outros 25% apostam em um aumento de consumo.

Um dos motivos para o otimismo vem do calendário e dos recursos que serão injetados no consumo até a data. Em 2023, a Páscoa foi comemorada no início do mês (9 de abril). Neste ano, ela será em 31 de março e terá uma forte influência do pagamento do Bolsa Família (de 15/03 a 28/03) e de outros recursos que serão injetados na economia no trimestre, como a antecipação do pagamento de R$ 31 bi dos precatórios do INSS. Nesse cenário, 34% dos supermercadistas projetam maior consumo na véspera da data (sábado) e outros 48% na semana que a antecede com a chegada do Domingo de Ramos.

Neste ano, os peixes frescos ou congelados devem estar presentes no almoço de 26% das famílias, seguidos de bacalhau (12,9%). Para o período da Quaresma, o consumo de ovos deve aumentar 16,7%.  Por outro lado, deve haver uma redução de cerca de 3% do consumo de azeite devido ao aumento de preços (24,7%).

Na cesta de bebidas, mais de 40% do consumo está dividido em vinho importado (14,4%), refrigerante (14,3%) e cerveja (14,3%). Suco (13,1%) e vinho nacional (11,9%) completam os itens mais procurados da cesta.

Quanto aos ovos de Páscoa, o volume das encomendas do setor está dividido da seguintes forma:

    • Ovos com brinquedos, brindes (18,6%)
    • Ovos de chocolate de 100gr. a 185 gr. (17,9%)
    • Ovos de chocolate de 252gr. a 365 gr. (15,4%)

Outros se dividem nesta ordem:

    • Ovos de chocolate de 186gr. a 251 gr. (13,8%)
    • Ovos de chocolate acima de 366 gr. (13,8%).

Os preços variam, em média, 15% na comparação com o ano anterior.

Outro destaque para o período vem da fatia representada pela colomba pascal de chocolate (19,6%) e de frutas (17,1%). Outros itens presenteáveis são bombons (18,0%), mini ovos e coelhos (15,3%).

Para impulsionar o consumo 70% dos supermercadistas apostam em pontos extras e em ações promocionais nas lojas e 35% aproveitam também as oportunidades de negócio do e-commerce.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui