Corinthians e Ponte Preta repetem a histórica final do Paulistão de 1977

0
583

O Corinthians ficou no empate por 1 a 1 diante do São Paulo neste domingo (23) e se garantiu na final do Paulistão Itaipava. Assim como a histórica decisão de 1977 (quando o tabu corintiano foi quebrado) e em 1979, a decisão será diante da Ponte Preta.

Com a necessidade de fazer ao menos dois gols, o São Paulo começou o jogo no ataque e teve a primeira chance logo aos três minutos. Pratto recebeu na entrada de área e finalizou com perigo. A resposta veio aos 10 minutos, em cobrança de falta. Pablo apareceu sozinho, no entanto errou o cabeceio.
O confronto ficou mais disputado no meio-campo, mas os visitantes seguiram pressionando. O Corinthians, porém, teve as melhores oprotunidades, em contragolpes puxados por Jadson. Aos 24, Rodriguinho levantou a torcida com um chute de fora da área. Já aos 38, Romero acertou a trave de Renan Ribeiro.

No último lance antes do intervalo, assim como no jogo de ida, no Morumbi, o Alvinegro balançou as redes. O camisa 7 recebeu na pequena área após a cobrança de falta e abriu o marcador.

O Tricolor voltou para a segunda etapa imprimindo o ritmo do jogo e teve com Cueva, aos cinco, a primeira boa chance. Seis minutos mais tarde, o técnico Rogério Ceni adiantou ainda mais a equipe com as entradas de Chavez e Luiz Araújo.

Bem postada, a defesa corintiana soube segurar as investidas dos visitantes, que ficavam mais com a posse de bola. O São Paulo conseguiu sua recompensa somente aos 38 minutos com Pratto, depois do lançamento de Thiago Mendes.

Faltando menos de 10 minutos para acabar o jogo, o Tricolor ainda ensaiou uma pressão, mas não conseguiu virar o placar. Após quatro anos distante, o Corinthians se garante na final do Estadual com um empate.
Ficha Técnica:

  • Corinthians 1 x 1 São Paulo
  • Local: Arena Corinthians, em São Paulo;
  • Público Total: 43.394;
  • Renda: R$ 2.667.936,30;
  • Gols: Jô (47 min/1ºT) para o Corinthians; Lucas Pratto (38 min/2ºT) para o São Paulo;
  • Corinthians: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana (Moisés); Gabriel, Maycon, Jadson, Rodriguinho e Romero (Léo Jabá); Jô (Kazim). Técnico: Fábio Carille.
  • São Paulo: Renan Ribeiro; Wesley; Maicon, Rodrigo Caio e Júnior Tavares (Luiz Araújo); Jucilei, Cícero, Thiago Mendes e Cueva (Thomaz); Gilberto (Chavéz) e Lucas Pratto. Técnico: Rogério Ceni.

(FPF)

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação