Coronel filiado ao PCdoB citado em monitoramento de políticos é afastado das funções

1
1375

O Coronel Heron Santos foi afastado de suas funções por ter sido citado por um dos depoentes da sindicância que apura o monitoramento de políticos que fazem oposição ao Governo do Estado, como um dos coordenadores da operação. Heron é filiado ao Partido Comunista do Brasil (PCdoB), legenda pela qual disputou uma vaga na Assembleia Legislativa na eleição de 2014.

Na mesma nota em que comunica o afastamento de suas funções por ter sido “citado em declarações prestadas ao sindicante”, a Secretaria de Segurança informou que o tenente-coronel Emerson Costa, apontado pela SSP como autor dos memorandos para monitor quem possa “criar embaraços ao governador no pleito eleitoral deste ano”, não prestou depoimento porque estava desacompanhado de defesa.

A menção a Heron foi feita pelo tenente Juarez Martins Coelho (auxiliar administrativo do Comando do Interior), que em seu depoimento desmontou a tese do Governo do Estado e deputados governistas de que o monitoramento era desconhecido do Comando da PM. Juarez é taxativo ao dizer que o assunto foi tratado em reunião com a Major Ana Paula.

Juarez, segundo reportagem do G1, teria estranhando o fato do Cel. Heron estar usando computadores do CPI, já que não exercia mais a função.

Segue nota da Secretaria de Segurança Pública:

NOTA

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.