Eleita Corte de Momo em São Luís: o rei é Waisllan Mendes; Josilene Gomes, rainha

83

Casal comandará a folia no Carnaval de 2024

A Secretaria Municipal de Cultura (Secult), elegeu a Corte Momesca de 2024. O concurso foi realizado na Casa Barrica, no bairro da Madre de Deus, na noite de sexta-feira (26), durante animada festa popular com a presença dos grupos Espinha de Bacalhau, banda Máquina de Descascar’alho e Bicho Terra, bem como o DJ João Marcus. Além do Rei Momo e da Rainha, foram coroadas as Princesas do Carnaval da capital maranhense.

O título de Rei Momo foi conquistado por Waisllan César Mendes, de 36 anos, representando o bairro Amendoeiras, Zona Rural de São Luís. Ele tem 1,80 de altura e pesa 133 kg. A Rainha é Josilene Gomes, de 27 anos, do bairro Goiabal. Ela tem 1,52 de altura e pesa 50 kg.

As faixas de princesas foram arrebatadas por Itayana Abreu (1º Princesa) e Samara Vitória (2ª Princesa). O Rei e a Rainha foram premiados com R$ 5 mil e as princesas receberão R$ 3.500 cada.

A festa foi prestigiada pela vice-prefeita, Esmênia Miranda, pelo secretário municipal de Cultura, Marco Duailibe, e pelo secretário adjunto de Cultura, Henrique Almeida.

“Desejamos muito sucesso e brilho aos eleitos. Que eles representem bem a beleza, a criatividade, a alegria e a diversidade do nosso Carnaval, e que sejam a cara da folia de São Luís, com muito samba no pé”, disse Esmênia Miranda.

Marco Duailibe ressaltou a importância de se manter a tradição de eleger os representantes oficiais da folia carnavalesca, ou seja, aqueles personagens que receberão a ‘chave’ da cidade para comandar a festa do início ao término.

“Hoje, escolhemos o Rei Momo, a Rainha e as Princesas do nosso Carnaval, dando início ao reinado da folia deste ano. É uma tradição de muitos anos, perpetuada em todos os lugares do Brasil. Desejamos muito sucesso aos eleitos e que eles possam envolver a população na magia desta grande festa popular”, destacou Marco Duailibe.

Os eleitos, segundo Henrique Almeida, precisarão fazer jus à beleza da festa carnavalesca ludovicense, que este ano está ainda mais grandiosa.

“É uma responsabilidade grande que eles terão daqui para frente, pois serão os sorrisos de satisfação pela grande festa que a Prefeitura de São Luís está oferecendo para a nossa cidade, com opções para todos os gostos. E tenho a certeza de que farão com muito entusiasmo e disposição”.

Os escolhidos atenderam aos quesitos de simpatia e muito samba no pé durante suas apresentações no palco da Casa Barrica. Este ano, cinco candidatos participaram da disputa pelo título de Rei e nove pelo de Rainha e Princesas. Uma comissão técnica formada por representantes da cultura, imprensa e entretenimento julgou e elegeu os integrantes da Corte Momesca. Os candidatos foram avaliados por diversos critérios, como simpatia, espírito carnavalesco, desembaraço, sociabilidade, domínio na arte de sambar, harmonia no conjunto e facilidade de expressão.

 

Carisma e samba no pé – Primeiro, as candidatas a Rainha e Princesas se apresentaram ao público, chamadas uma a uma e, em seguida, sambando juntas. O mesmo aconteceu com os candidatos a Rei Momo. Todos responderam perguntas elaboradas pelo mestre de cerimônia, o DJ João Marcus. A plateia se manifestou com palmas, gritos e faixas.

“Eu acho que a Corte tem uma grande responsabilidade, pois representa a alegria e o amor ao nosso Carnaval”, pontuou Alexandre Ribeiro, que estava nas arquibancadas da Casa Barrica e vibrou muito durante a disputa.

Waisllan César Mendes, eleito Rei Momo, deu um show em sua apresentação, sambando muito ao pisar na passarela estendida do palco. É a terceira vez que ele tenta o título e disse que é um sonho realizado.

“Eu sempre quis ser Rei Momo do Carnaval de São Luís e agora consegui. Estou muito feliz e dedico esta coroa a toda a população da minha cidade. Vou honrar esse título e fazer bonito no Carnaval”, exaltou o dançarino, coreógrafo e figurinista.

Josilene Gomes, eleita Rainha, mostrou habilidade e desenvoltura ao sambar cortejando os jurados e a plateia. Ela também ganhou pontos no quesito carisma. A eleita é passista da escola de samba Turma do Quinto, da Madre Deus, e atua em um projeto chamado “As Marias”, que trabalha o empoderamento da mulher negra por meio da arte e da dança.

“Estou muito feliz por ter sido a escolhida e vou honrar esse título com muito samba no pé e levando a minha verdade e ancestralidade para o Carnaval, não como descendente de escravos, mas de reis e rainhas”, contou ela, que é assistente social.

A Corte Momesca, que cumprirá uma agenda de compromissos durante o Carnaval 2024, incluindo entrevistas e participação em festas, desfiles, espetáculos públicos, shows, entre outros eventos, receberá a chave da cidade das mãos do prefeito Eduardo Braide durante a abertura oficial da programação da Passarela do Samba, no Anel Viário, confirmada para o dia 10 de fevereiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui