Cruzeiro assume vice-liderança, mas Corinthians aumenta a diferença como líder

0
548

Pela 27ª rodada do Brasileirão, nesta quarta-feira (11), seis jogos agitaram a parte cima e a de baixo da tabela de classificação. Corinthians, Cruzeiro, Vasco, Atlético Mineiro e Botafogo venceram; os atléticos do Paraná e de Goiás empataram venceram.

Os artilheiros de Corinthians e Coritiba compareceram no primeiro tempo do duelo disputado na Arena Corinthians. Aos nove minutos de jogo, Jô fez o dele, colocou o Timão na frente do marcador e empatou na artilharia da competição com os mesmos 14 gols de Henrique Dourado, do Fluminense. Pelo lado do Coritiba, o goleador da equipe, Henrique Almeida, também balançou as redes, igualando a partida aos 39 minutos, 1 a 1. Foi o sétimo dele no campeonato. Na reta final, a estrela de Clayson brilhou. Vindo do banco, o atacante corintiano marcou duas vezes – aos 33 e aos 43 minutos – e garantiu mais três pontos para o líder, que soma 58. Na vice-lanterna com 28 pontos, o Coxa amargou o oitavo jogo seguido sem vitória na Série A.

Embalado pelo título da Copa do Brasil, o Cruzeiro emendou a segunda vitória seguida e ampliou a sequência invicta no Brasileirão para oito jogos. Na Arena do Grêmio, a Raposa contou com o gol de Rafael Sóbis aos 23 minutos do segundo tempo para superar o Tricolor gaúcho e, com 47 pontos, assumir a vice-liderança da competição de forma provisória, já que o Santos entra em campo nesta quinta (12). Com 46, o Grêmio caiu para a quarta posição e viu a vantagem do líder aumentar para 12.

Na Ressacada, o Vasco alcançou um importante triunfo para se afastar de vez da zona de rebaixamento. Logo na primeira finalização, aos dois minutos, Wagner acertou um belo chute e colocou os visitantes em vantagem, 1 a 0. Aos 23, André Ríos aproveitou a sobra dentro da área e não perdoou, 2 a 0. Na etapa final, com a expulsão de André Ríos, aos 15 minutos, o Avaí descontou no minuto seguinte com o zagueiro Betão, pressionou em busca do empate, mas não conseguiu evitar a derrota por 2 a 1. Com a vitória, o Vasco ocupa o nono lugar com 36 pontos, seis a mais que o Leão catarinense, que segue na 18ª posição.

No Independência, o Atlético criou as principais chances de gol da primeira etapa, mas só balançou as redes na volta do intervalo. Logo aos quatro minutos, em cobrança de pênalti, Fábio Santos definiu a partida: 1 a 0. As duas equipes ainda tiveram oportunidades de marcar na reta final, mas esbarraram nas boas defesas de Victor e Sidão. Com o segundo triunfo consecutivo, os mineiros somam 37 pontos e se distanciam do Z-4. Com 31, o São Paulo segue na 14ª posição.

Virada – No Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ), os gols saíram na volta do intervalo. E quem saiu na frente foi a Chapecoense. Aos 14 minutos, Apodi aproveitou cruzamento de Túlio de Melo e abriu o placar para os visitantes. O Botafogo não demorou muito para reagir e chegou ao empate sete minutos depois. Também de cabeça, Brenner tocou para o fundo da rede, 1 a 1. No último lance da partida, Vinícius Tanque deixou o dele e decretou a vitória alvinegra de virada, 2 a 1. Com 43 pontos, o Botafogo ocupa a sexta posição. A Chapecoense segue com 32.

Na Arena da Baixada, em Curitiba (PR), também foi a equipe visitante que largou na frente do marcador. Após segurar o ímpeto inicial dos donos da casa, que desperdiçou um pênalti com Felipe Gedoz, aos 22 minutos, o Atlético/GO abriu o placar com Luiz Fernando aos 24. O Atlético/PR reagiu aos 31 e deixou tudo igual com Guilherme. Dez minutos depois, Lucho González marcou de cabeça e virou para o Furacão. A vantagem paranaense se manteve até os 36 minutos do segundo tempo, quando Walter desviou cruzamento da direita e definiu o empate em 2 a 2.

(Dados da CBF com fotos de Daniel Augusto Jr/Corinthians e Twitter do Botafogo)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação