Cruzeiro e Atlético voltam a disputar o título de campeão de Minas Gerais

0
615
O Cruzeiro foi a segunda equipe a confirmar lugar na decisão do Campeonato Mineiro Sicoob. Em clássico disputado contra o América, neste domingo (23), no Mineirão, a equipe celeste superou o Coelho por 2 a 0 e chega à final do Estadual após duas temporadas. Na disputa pela taça, o time azul enfrentará seu arquirrival, Atlético, no próximo domingo (30), às 16h, no Gigante da Pampulha.
No duelo desta noite, jogando com a vantagem do empate, o Cruzeiro enfrentou um América ofensivo, que partiu para cima no início da partida. Após cruzamento vindo da esquerda, Renan Oliveira, meio de campo americano, quase abriu o placar para os visitantes, mas viu seu chute bater na trave do goleiro Rafael e sair pela linha de fundo. Pouco tempo depois, aos 21 minutos, foi a vez da Raposa chegar ao ataque. Mas, diferentemente da jogada do rival, Arrascaeta aproveitou o bom passe de Diogo Barbosa e finalizou para as redes de João Ricardo, inaugurando o placar no Mineirão.
Em superioridade no marcador, a equipe celeste administrou o resultado na segunda etapa e controlou o confronto. Pouco antes do fim, aos 46 do segundo tempo, Hudson fez excelente jogada pela ponta esquerda do ataque cruzeirense e tocou para Arrascaeta, que só teve o trabalho de empurrar a bola para o fundo do gol, decretando o placar final e a classificação azul para a finalíssima do Estadual.
Galo – Atlético e URT foram a campo na tarde deste domingo (23), na Arena Independência, para definir qual equipe seria a primeira equipe classificada para a decisão do Mineiro Sicoob 2017. Jogando com a vantagem do empate, o Galo fez valer o mando de campo e venceu o Trovão Azul por 3 a 0, garantindo seu lugar na finalíssima pelo 11º ano seguido.

Nos primeiros 45 minutos, o alvinegro da capital foi o responsável pelas principais oportunidades do jogo e conseguiu abrir o placar antes do intervalo. Aos 35 minutos, Rafael Moura recebeu ótimo cruzamento de Marcos Rocha e, de cabeça, mandou para o fundo das redes do goleiro Juninho, inaugurando o marcador no Horto.
Com a segunda etapa em andamento, a tônica do primeiro tempo se repetiu. O Atlético tomava a iniciativa de jogo, enquanto a equipe de Patos de Minas buscava explorar os contra-ataques. De tanto pressionar, o clube da capital chegou ao segundo gol. Robinho, aos 12 minutos, converteu a cobrança de pênalti e dobrou a vantagem atleticana, deixando a equipe mais próxima da final. Antes do apito final, aos 45, Otero, que entrou no decorrer da partida, bateu cruzado para fazer o terceiro gol do Galo e confirmar a equipe em mais uma final estadual.
Por ter feito a melhor campanha na primeira fase da disputa, o Atlético chega à decisão com a vantagem de jogar por dois empates ou vitória e derrota pela mesma diferença de gols.
(FMF)
Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação