Metro quadrado da construção civil no Maranhão custa R$ 1.017

0
3749
Setor de Construção Civil foi o que mais admitiu no Maranhão no mês de setembro, segundo dados do Caged

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi) subiu para 0,27% em janeiro, informou nesta quinta-feira (08), no Rio de Janeiro, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A taxa ficou 0,09 ponto percentual acima da de dezembro de 2017, o que significa que o aumento de preços foi mais intenso. Em janeiro do ano passado, a inflação – medida pelo Sinapi – foi de 0,38% e, desde então, o índice acumulou 3,71% em 12 meses, e pelo levantamento o custo média do metro quadrado no Maranhão é de 1.017,52.

Segundo a pesquisa, o custo médio nacional da construção civil, por metro quadrado, foi de R$ 1.069,61 em janeiro último. Desse valor, R$ 547,70 são relativos a materiais de construção e R$ 521,91 abrangem a mão de obra contratada para as obras.

Os dados do IBGE mostram ainda que a inflação foi mais intensa para os materiais de construção, que variaram 0,50%. Para a mão de obra, o índice de preços variou 0,04%, com uma queda de 0,18 ponto percentual em relação a dezembro de 2017.

Em doze meses, no entanto, a mão de obra acumula variação de 9,45% e os materiais, de 2,98%. Considerando a desoneração da folha de pagamentos do setor, o índice mensal de preços de janeiro foi mais alto na Região Sudeste, onde a inflação da construção civil foi de 0,46%.

Em 12 meses, o Sudeste acumula alta de 3,81%. O Nordeste (4,21%) e o Centro-Oeste (4,11%) tiveram maior encarecimento de preços. A Região Norte registra tanto o menor Sinapi mensal, com 0,12%, quanto o menor valor anual, com 1,67%.

Veja no quadro como foi o comportamento da construção nos estados:


Variável
Custo médio m² – moeda corrente Custo médio m² – número-índice Custo médio m² – variação percentual em doze meses Custo médio m² – variação percentual no ano Custo médio m² – variação percentual no mês
Unidade Reais Número-índice % % %
Unidade Geográfica
Acre 1.175,49 623,99 4,26 0,02 0,02
Alagoas 990,86 495,13 5,25 0,33 0,33
Amapá 1.062,33 516,05 1,34 0,82 0,82
Amazonas 1.033,87 506,21 1,32 0,27 0,27
Bahia 988,10 523,04 5,00 0,33 0,33
Brasil 1.069,61 535,40 3,71 0,27 0,27
Ceará 993,97 574,09 3,95 0,05 0,05
Centro-Oeste 1.081,68 552,24 4,11 -0,13 -0,13
Distrito Federal 1.125,12 496,81 5,39 0,19 0,19
Espírito Santo 975,59 541,11 3,19 0,40 0,40
Goiás 1.069,15 564,74 4,56 -0,03 -0,03
Maranhão 1.017,52 536,02 4,19 0,13 0,13
Mato Grosso 1.074,32 612,95 2,60 -0,45 -0,45
Mato Grosso do Sul 1.058,24 497,59 4,12 -0,17 -0,17
Minas Gerais 1.000,89 550,80 4,31 0,09 0,09
Nordeste 994,66 537,28 4,21 0,27 0,27
Norte 1.066,91 531,59 1,67 0,12 0,12
Paraná 1.081,29 517,15 2,10 0,27 0,27
Paraíba 1.038,36 574,15 4,56 0,06 0,06
Pará 1.047,56 502,13 0,76 0,00 0,00
Pernambuco 976,64 522,17 2,09 -0,01 -0,01
Piauí 1.017,99 676,52 3,03 0,42 0,42
Rio Grande do Norte 984,94 496,43 8,23 2,17 2,17
Rio Grande do Sul 1.059,37 480,89 3,72 0,11 0,11
Rio de Janeiro 1.196,49 545,28 4,13 0,26 0,26
Rondônia 1.110,92 619,34 4,25 0,00 0,00
Roraima 1.112,78 462,14 1,94 0,11 0,11
Santa Catarina 1.200,63 650,38 5,70 -0,07 -0,07
Sergipe 934,41 496,62 3,15 -0,03 -0,03
Sudeste 1.116,94 534,62 3,81 0,46 0,46
Sul 1.106,85 529,32 3,53 0,13 0,13
São Paulo 1.166,18 526,79 3,47 0,72 0,72
Tocantins 1.120,81 589,33 3,12 -0,08 -0,08

 

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação