De olho na sucessão de Thiago Diaz, Ana Cristina lança pré-candidatura à OAB-MA

0
972

Em meio à agitação que se criou, esta semana, no meio advocatício, por conta de denúncias de retaliação da diretoria Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MA) contra dirigentes que são a favor do fim da reeleição, renúncias dos que divergem das medidas do presidente contra os que cobram o cumprimento desse compromisso assumido na campanha anterior e anúncios de rompimentos de aliados, a advogada Ana Cristina Brandão Fonseca resolveu atiçar os debates ao anunciar sua pré-candidatura a sucessora de Thiago Diaz na eleição deste ano.

Apesar de ter militado em várias campanhas na Ordem, ela nunca ocupou nenhum cargo na instituição, o que não a impede de manter um bom trânsito com diretores e conselheiros, por isto acredita que terá facilidade de montar uma chapa competitiva, já que nem passa pela sua cabeça usar esse artifício de pré-candidatura para acordos futuros a fim de obter outro cargo, como tem sido comum na instituição.

Segundo ela, depois de muito pensar, decidiu se lançar para esse desafio e quer ser a primeira mulher a presidir a OAB no Maranhão, e para isto espera receber o apoio do grande contingente de advogadas existentes em todo o estado, mas com a ressalva de que não pretende ter uma chapa e uma possível diretoria só com a ala feminina, até em respeito a igualdade de gênero.

Ana Cristina Brandão dirige a Associação Brasileira dos Mutuários em Habitação (ABHM), entidade que orienta proprietários e compradores de imóveis, bem como locadores e inquilinos, a fim de encontrarem as melhores alternativas para uma boa relação entre eles e as instituições financeiras.

Renúncia – Na noite desta sexta-feira (12) foi a vez do advogado Hélio Maia (foto) assinar sua renúncia da Comissão de Direito e Saúde, “por não mais existir identidade de propósito entre eu e o Presidente Thiago Diaz”.

Hélio Maia justifica sua posição: “o recente posicionamento do Presidente da OAB-MA, Thiago Diaz, em retaliar colegas da atual Gestão, destituindo-os por simplesmente não apoiarem a sua recondução à Presidência da Ordem, me fez repensar sobre minha permanência a frente da Presidência da Comissão de Direito à Saúde”.

(Leia mais no blog Conversa Franca – www.aquilesemir.com.br)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação