Definida a Comissão que vai escolher emblema do Patrimônio Cultural Brasileiro

0
562
Kátia Bogea, presidente do Iphan, já recebeu a lista com membros da comissão

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) divulgou na última quarta-feira (22) a relação de nomes que integrarão a Comissão Julgadora do Concurso para a escolha do Emblema do Patrimônio Cultural Brasileiro. Os convidados são de instituições parceiras do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e alguns membros do Conselho Consultivo do Instituto, na condição de representantes da sociedade civil, ampliando a representatividade, interdisciplinaridade e legitimidade do processo de seleção da marca.

Presidida pelo diretor do Departamento de Articulação e Fomento (DAF/Iphan), Marcelo Brito, a Comissão Julgadora, nomeada pela presidência do Iphan, contará com Airton Jordani Jardim Filho (indicado pela Associação dos Designers Gráficos do Brasil); Antonio Carlos Motta de Lima (indicado pela Associação Brasileira de Antropologia); Fernando Barboza (indicado pelo Conselho Internacional de Monumentos e Sítios); Flávio Rizzi Calippo (indicado pela Sociedade Brasileira de Arqueologia); Ivan Geraldo Ferreira (indicado pelo Instituto de Arquitetos do Brasil); Maria Virgínia Casado (indicada pela Representação da UNESCO no Brasil); e Virgínia da Rosa (indicada pela Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial).

Como parte das comemorações pelos 80 anos do Iphan em 2017, a seleção foi anunciada em 13 de janeiro deste ano. Além do emblema, o vencedor deverá desenvolver um Manual de Identidade Visual e Aplicação. As regras e definições para participação estão disponíveis no edital do concurso nacional. Poderão participar apenas pessoas físicas, individualmente, com apenas uma proposta inédita por participante.

Cada participante poderá inscrever apenas uma proposta, a ser enviada uma única vez e sem possibilidade de alteração. A ficha de inscrição, bem como o edital, estão disponíveis no portal do Iphan (www.iphan.gov.br) e o interessado deverá enviá-la para o e-mail emblema.patrimonio@iphan.gov.br, juntamente com os arquivos digitalizados (jpg ou pdf): carteira de identidade e CPF (frente e verso); certidão de quitação eleitoral emitida pelo site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE); a sugestão da marca do Patrimônio Cultural Brasileiro, conforme os requisitos estabelecidos no edital; Termo de Cessão de Direitos Autorais (Anexo II do edital), devidamente preenchido e assinado; e Declaração (Anexo III do edital), preenchida e assinada, informando que o design não caracteriza, no todo ou em parte, plágio ou autoplágio. 

As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas até 02 de março de 2017. O prêmio para o trabalho vencedor será de R$ 30 mil. O objetivo do concurso é criar uma identidade visual para os bens do Patrimônio Cultural Brasileiro, estabelecendo um novo marco para a promoção, difusão e sinalização dos bens, a exemplo do que ocorre com o Patrimônio Mundial e Patrimônio Imaterial da Humanidade, da UNESCO, do Patrimônio Cultural do MERCOSUL, e do Patrimônio Cultural Europeu. O resultado preliminar do concurso será divulgado no portal do Iphan em meados de maio de 2017 e o lançamento oficial do Emblema está previsto 17 de agosto de 2017, dia nacional do Patrimônio Cultural no Brasil.

(Iphan)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação