Delegação do Flamengo é alvo de protestos no embarque para a Colômbia

0
486

A delegação do Flamengo foi alvo de protestos de seis torcedores no Aeroporto Internacional do Galeão, no Rio de Janeiro, nesta segunda-feira (23), quando embarcava para a Colômbia, onde nesta quarta-feira (25) enfrenta o Santafé. O protesto era contra a irregularidade do time na Libertadores e o mais criticado foi o presidente, Eduardo Bandeira de Mello, que precisou contar com o apoio de alguns seguranças para conseguir embarcar.

Os torcedores pediram a saída do dirigente e o fim da apatia em campo. Os volantes Willian Arão e Jonas foram os mais xingados dentre os atletas e nem o técnico interino Maurício Barbieri foi poupado. O Flamengo divulgou uma nota oficial sobre o episódio, minimizando o protesto.

“O Flamengo respeita o direito dos torcedores se expressarem, mas lamenta o ocorrido. E entende que cinco ou seis pessoas não representam toda torcida flamenguista”, disse o clube.

Libertadores – Com cinco pontos, o Flamengo é o líder do seu grupo na Libertadores, levando a melhor sobre o River Plate no critério de desempate. No entanto, uma derrota na Colômbia pode complicar a situação na luta por uma vaga nas oitavas de final, pois o time colombiano é o terceiro colocado, com três pontos.

O clube rubro-negro receberá ainda o Emelec, no Rio de Janeiro, e encerra a primeira fase da competição diante do River Plate, na Argentina.

(Com dados do Futebol do Interior)

 

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação