Deputada repudia vitória de Santanás sobre Jesus em escola de samba paulista

0
385

Em virtude da grande repercussão negativa do desfile da escola de samba Gaviões da Fiel, no carnaval paulistano, a deputada estadual Mical Damasceno (PTB) repudiou, na sessão de segunda-feira (11), a encenação da comissão de frente da agremiação, onde Satanás vence Jesus Cristo. A parlamentar também protocolou uma moção de repúdio na Casa, que contou com o apoio dos deputados Antônio Pereira (DEM), César Pires (PV), Helena Duailibe (Solidariedade), Edivaldo Holanda (PTC), Neto Evangelista (DEM) e Pastor Cavalcante (PROS).

“Como parlamentar, venho me posicionar sobre a apresentação da comissão de frente da Gaviões. Assistir um embate entre Satanás x Jesus Cristo, onde Jesus é brutalmente derrotado, me incomodou bastante”, disse a parlamentar.

Segundo ela, esse assunto mexeu com a fé das pessoas, dos evangélicos, católicos e desrespeitou a maior autoridade de toda a eternidade.

“Declaro que, Deus é Santo, Sagrado e com ele não se brinca. É perturbador e revoltante constatar, nos dias atuais, alguns “artistas” se juntarem para fazer o que eles chamam de “arte protesto e de provocação”. Não sou contra o Carnaval e respeito todas as festas. O desfile da Gaviões é uma reafirmação da total falta de respeito a Cristo e aos cristãos”, afirmou a deputada.

Ainda em seu pronunciamento, a parlamentar frisou a importância do Estado Laico, defendendo a liberdade religiosa a todos os seus cidadãos, tendo como princípio a imparcialidade em assuntos religiosos, não apoiando ou discriminando nenhuma religião. Segundo Mical, a Constituição garante o direito de liberdade para todos. “Mas, o seu direito começa quando termina o direito dos outros. (Artigo 5º, inciso VI, da Constituição Federal), que garante a liberdade e a inviolabilidade de crença”, ressaltou Mical.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação