Deputados e senadores terão direito a salários dobrados em janeiro e fevereiro

0
930
Brasília - Plenário da Câmara dos Deputados durante sessão para votação da intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro (Wilson Dias/Agência Brasil)

AQUILES EMIR

No mês de janeiro de 2019, os 513 deputados federais e os 81 senadores vão receber salários dobrados por estarem encerrando uma legislatura e no mês de fevereiro, os vencimentos dobram novamente, porque estarão iniciando uma nova legislatura. Isto significa dizer que os reeleitos ou os que trocaram de casa legislativa vão receber em janeiro e fevereiro quatro salários, pelo encerramento de uma e o começo de outra legislatura.

Como a regra vale para os parlamentos estaduais também, os deputados Bira do Pindaré (PSB), Edilázio Júnior (PV), Eduardo Braide (PMN) e Josimar do Maranhãozinho (PR) vão receber no próximo mês dois salários por estarem se despedindo da Assembleia Legislativa e em fevereiro terão direito a mais dois, por estarem chegando à Câmara Federal.

Já os deputados federais Eliziane Gama (PPS) e Weverton Rocha (PDT) vão receber salários dobrados em janeiro, por estarem deixando a Câmara, e mais dois em fevereiro, por terem se mudado para o outro lado do Congresso Nacional.

A justificativa para isto é que o parlamentar precisa de uma ajuda de custo para se transferir para Brasília, quando assume seu mandato, e de outra quando precisam se mudar, da capital federal para sua cidade de origem. A explicação até que é fácil de entender, mas difícil é explicar porque um reeleito precisa da ajuda, já que vai continuar na mesma função, na mesma cidade e no mesmo endereço.

Do Maranhão, além de Eliziane e Weverton, vão receber quatro salários entre janeiro e fevereiro, por terem sido reeleitos para a Câmara Federal, os deputados Aloísio Mendes (Pode), André Fufuca (PP), Cleber Verde (PRB), Hildo Rocha (MDB), João Marcelo (MDB), Juscelino Filho (DEM), Rubens Júnior (PCdoB) e Zé Carlos (PT).

Terão direito a apenas dois salários em janeiro, por não terem se reelegido, os senadores Edison Lobão (MDB) e João Alberto (MDB) e os deputados Luana Costa (PSC), José Reinaldo Tavares (PSDB), Julião Amim (PDT), Júnior Marreca (Patriota), Pedro Fernandes (PTB), Sarney Filho (PV), Victor Mendes (MDB) e Waldir Maranhão (PSDB).

Na Assembleia Legislativa, são 23 os deputados com direito a quatro salários em dois meses, por terem conseguido se reeleger. São eles: Adriano Sarney (PV), Ana do Gás (PCdoB), Antônio Pereira (DEM), Carlinhos Florêncio (PCdoB), César Pires (PV), Edson Araújo (PSB), Fábio Macedo (PDT), Glaubert Cutrim (PDT), Marco Aurélio (PCdoB), Neto Evangelista (DEM), Othelino Neto (PCdoB), Paulo Neto (DEM), Rafael Leitoa (PDT), Ricardo Rios (PDT), Rigo Teles (PV), Roberto Costa (MDB), Wellington do Curso (PSDB), Vinícius Louro (PR) e Zé Inácio (PT).

Outros 19 vão se contentar com o salário dobrado apenas em janeiro, por estarem se despedindo do parlamento, e outros 19 vão receber e dose dupla somente em fevereiro, por estarem estreando na Casa.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação