Diagnosticado com covid-19, Eduardo Bolsonaro questiona passaporte sanitário

0
169

Deputado diz estar se tratando, mas não cita remédio 

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) está infectado com covid-19.  Ele fez o comunicado nesta sexta-feira (24) e classificou o seu caso e do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, como exemplos de que o passaporte sanitário é inviável.

Embora não tenha sido categórico na descrença das vacinas, disse que elas foram feitas mais rápidas do que o normal e que estudos estão sendo feitos para identificar os efeitos colaterais.

“Sabemos que as vacinas foram feitas mais rápidas do que o padrão. Tomei a 1ª dose de Pfizer e contraí COVID. Isso significa que a vacina é inútil? Não creio. Mas é mais um argumento conta o passaporte sanitário. Estudos sobre efeitos colaterais e eficácia estão ocorrendo agora”, escreveu o parlamentar.

O parlamentar, que é filho, do presidente Jair Bolsonaro, disse estar se tratando, sem mencionar que medicamento está tomando, e faz uma ironia, pedindo que sua postagem não seja deletada por ter afirmado isto.

“Apesar do diagnóstico estou me sentindo bem e comecei a me tratar imediatamente. Obrigado pelas centenas de desejos de melhoras que já recebi. Logo estarei de volta (Espero que este post não seja deletado)”.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui