Diagnóstico mostra potencial de desenvolvimento do Sul do Maranhão por meio do agronegócio

23

Cadeias do algodão auxiliam desenvolvimento da região

A Serviço de Inteligência em Agronegócios (SIA) realizou a entrega final do diagnóstico da cadeia de grãos e algodão na região sul do Maranhão. O trabalho foi desenvolvido para o Sebrae Maranhão e teve como objetivo principal entender como funciona essa cadeia na região e identificar oportunidades para os pequenos negócios.

A produção é majoritariamente através de grandes grupos produtores, sendo 53% do PIB da região advindo da agropecuária, com crescimento do PIB total em mais de 250% nos últimos anos.

O estudo revelou como a produção agropecuária influencia outros setores, como a indústria e o comércio. Foram identificadas oportunidades em diversos campos, desde a intensificação da produção até a demanda crescente por serviços de capacitação e turismo rural.

“É unânime das pessoas que conversamos que um dos desafios é a mão-de-obra, capacitada e qualificada, e todos entendem que existem oportunidades de negócios e de trabalho e pretendem continuar na região”, destaca a gerente de Projetos e Sustentabilidade da SIA, Helen Estima Lazzari.

Após uma extensa série de entrevistas e diálogos com mais de 30 empresas e entidades regionais, a equipe responsável pelo diagnóstico na região sul do Maranhão concluiu sua análise, destacando as intrincadas conexões entre os diversos setores da economia local. O trabalho envolveu uma revisão meticulosa de dados e informações disponíveis sobre a região, culminando em uma análise profunda e abrangente.

“A complexidade de entender a dinâmica da cadeia produtiva tornou-se evidente durante o processo, especialmente ao tentar compreender como a produção primária impacta os setores de comércio e serviços”, salienta Helen.

Segundo a gerente de Projetos e Sustentabilidade da SIA, a indústria, embora ainda em desenvolvimento na região, está prestes a receber um novo impulso com a chegada da Inpasa, empresa dedicada à produção de etanol a partir de milho.

“Esse investimento promete alavancar significativamente o setor, gerando oportunidades e contribuindo para o crescimento econômico local”, ressalta. Já no setor de comércio, o forte impacto da produção agropecuária é notável, refletindo-se principalmente nas lojas agropecuárias e na venda de peças relacionadas ao setor. “Além disso, o transporte emerge como um componente essencial, demonstrando a interconexão entre os diferentes segmentos da economia local”, enfatiza.

Helen reforça que a cidade de Balsas destaca-se como o epicentro desse crescimento, experimentando um aumento impressionante de 69% em sua população nos últimos 12 anos, enquanto que o crescimento na região como um todo foi de 12%.

“Balsas é um pólo dessa região, onde ficam os serviços, e também tem uma concentração de iniciativas como o Programa Líder, o Ecossistema de Inovação de Balsas e o Pacto PCI que fomentam e querem promover o desenvolvimento do território com diferentes objetivos. Então é importante que se tenha conexões cada vez mais assertivas para promover o engajamento desses multistakeholders”, frisa.

Diagnóstico – Para a especialista, o diagnóstico realizado serve como uma importante ferramenta informativa, reunindo e analisando dados para oferecer uma visão abrangente das oportunidades presentes na região sul do Maranhão. Com o apoio do Sebrae Maranhão, foi possível compreender o funcionamento da cadeia produtiva e identificar oportunidades para pequenos negócios em diversos setores.

“As oportunidades abrangem tanto o setor primário, secundário quanto terciário, e estão alinhadas com os princípios do desenvolvimento sustentável. Uma matriz de oportunidades foi estruturada, considerando as tendências de negócios para 2024, destacando áreas como sustentabilidade, tecnologias, empreendedorismo social, negócios digitais, diversidade e inclusão, experiência do cliente e novos modelos de negócio com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)”, afirma.

Conforme o diagnóstico, no setor primário, surgem oportunidades de intensificação e diversificação da produção, incluindo cultivos como folhosas e hortifrúti. No setor de serviços e comércio, uma ampla gama de oportunidades se apresenta, desde serviços de transporte até comércios especializados em insumos agrícolas. Já na indústria, destaca-se o potencial dos subprodutos agrícolas, com oportunidades em indústrias de ração e agroindústrias voltadas para a agricultura familiar.

“Apesar do crescimento já observado na região, ainda há um grande potencial de desenvolvimento, acompanhado de desafios relacionados à demanda por mão de obra qualificada”, explica a gerente da SIA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui