Diante do Sport, Fluminense volta a vencer e continua na briga por vaga na Copa Libertadores

0
77

Tricolor carioca manteve a sétima colocação na tabela e continua brigando para entrar no grupo de elite 

Jogando no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, o Fluminense venceu o Sport por 1 a 0 na tarde deste sábado (16), em jogo da 30ª rodada do Brasileirão Assaí. Com um a mais desde os 39 minutos da etapa inicial, o tricolor fez o gol da vitória aos três do segundo tempo, com Lucca.

O resultado mantém os cariocas na sétima posição, com 46 pontos. Por outro lado, o Leão permanece no 14º lugar, com 32. Confira os detalhes do duelo:

O primeiro tempo começou estudado, com as duas equipes sem finalizar muito nos momentos iniciais. A primeira chance de maior perigo saiu aos 30 minutos, quando Dalberto, do Sport, bateu da entrada da área e foi travado pela defesa. O Fluminense respondeu aos 35, em falta de Danilo Barcelos que passou perto do gol. No entanto, o lance capital da etapa inicial aconteceu aos 39: Júnior Tavares entrou duro em Calegari e levou vermelho direto após revisão do árbitro de vídeo. O Tricolor ainda assustou aos 41, em testada de Luccas Claro rente à trave. Entretanto, os times foram zerados para o intervalo.

Na segunda etapa, os cariocas fizeram valer a vantagem numérica logo aos três minutos. Calegari cruzou da direita e Lucca cabeceou – a bola bateu em Patric e entrou, sem qualquer chance de defesa para Luan Polli. O Tricolor quase fez o segundo aos oito, mas Michel Araújo saiu na cara do goleiro e chutou no travessão. Aos 11, foi a vez de Matheus Ferraz subir na primeira trave e cabecear por cima do poste.

Mesmo com um a menos, o Leão também criou suas oportunidades, especialmente com Dalberto. Na primeira, aos 19, ele testou após cobrança de falta e atingiu o travessão. Depois, aos 23, o atacante carregou na entrada da área e bateu colocado, assustando o goleiro Marcos Felipe. O jogo ficou mais equilibrado na sequência, mas o Sport não desistiu de atacar e levou perigo novamente aos 43, em cabeceio de Marcão que passou perto da meta. Apesar disso, o Fluminense segurou o ímpeto dos pernambucanos e ainda teve chance de ampliar, em remate de Nenê salvo por Luan Polli aos 47. Contudo, o placar mínimo se manteve até o fim.

(Com dados da CBF e foto de Jorge Rodrigues/AGIF)

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação