Diarréia em bezerros após o período de aleitamento pode se tornar pesadelo para criador

0
107

Diarreia em bezerros

  • Cesar Aleixo
  • Gerente de produtos Lácteos Cargill Nutrição Animal

O período de aleitamento e desmame das bezerras é reconhecidamente crítico, pois os animais passam de uma alimentação 100% líquida (leite) para outra 100% sólida (ração e volumoso), num período de tempo relativamente curto (2 a 3 meses). Esta transição deve ser feita gradativamente, na medida em que o consumo diário de leite não é alterado durante o período de aleitamento e, o consumo de alimento concentrado é estimulado.

Em função deste desafio, a mortalidade de bezerras nesta fase de vida (nascimento à desmama) é bastante expressiva, chegando a 8,4% num levantamento feito em 1811 fazendas nos Estados Unidos, pela National Animal Health Monitoring System (NAHMS), em 1996. As principais causas (75%) desta mortalidade foram diarréia (curso) e problemas respiratórios, sendo que somente a diarréia foi responsável por 60% das mortes nesta fase.

A diarréia ocorre quando o delicado equilíbrio entre o animal, o meio ambiente e os agentes etiológicos é rompido. As principais causas são os agentes infecciosos, como bactérias, vírus, protozoários e nutrição não apropriada.

A habilidade dos animais em controlar estes problemas, está relacionada com a extensão do estresse a que foram submetidos, sendo que as principais causas estressantes são:

  • nascimento em ambiente sem higiene compatível;

  • consumo inadequado de colostro nas primeiras 24 horas de vida;

  • administração de colostro de má qualidade;

  • fornecimento de sucedâneo de leite de má qualidade ou em quantidade acima do normal;

  • Presença de leite/sucedâneo no rúmen;

  • estabulação em ambientes sem higiene, com lotação exagerada e sem ventilação correta.

O sintoma clássico da diarréia é perda de águas via fezes, comum tanto quando a origem é nutricional ou microbiana. Juntamente com a perda de água, há excessiva perda de eletrólitos (sódio, cloro e potássio) e agentes fornecedores de energia, de forma que o animal pode desidratar muito rapidamente, entrando assim em um quadro de acidose metabólica, atingindo o estado de inanição e consequentemente vindo ao óbito.

A tabela abaixo mostra as diferenças normalmente encontradas no balanço eletrolítico de bezerros considerados sãos em comparação aos bezerros com diarreia:

Eletrólitos

Bezerras

Saudáveis

Bezerras

com Diarreia

. Sódio

+ 0,38

– 10,70

. Potássio

+ 1,31

– 3,00

. Cloro

+ 0,93

– 12,70

. Cálcio

+ 5,52

+ 1,00

. Magnésio

+ 0,34

– 0,26

  • gramas/dia  para animal de 45 kg peso vivo

  • Adaptado de Davis e Drackley (1998

O segredo para o sucesso do tratamento é a detecção breve do problema e, o fornecimento imediato de uma solução de reidratação oral contendo nutrientes e eletrólitos. A reidratação oral é o método de menor custo para corrigir os desbalanços hídrico e eletrolítico, originados em bezerras com diarreia.

 Se fornecido brevemente, logo no início do curso da doença, a taxa de sucesso deste procedimento pode ser superior a 95%. Somente deve ser considerado o uso de medicamentos quando a reidratação oral não parar a diarreia.

Em função do que foi descrito acima, temos a disposição dos criadores o Nurture LYT, um suplemento de eletrólitos especialmente desenvolvido para que os animais não sofram com a desidratação decorrentes das diarreias comuns ao período inicial da vida das bezerras. Este suplemento deve ser diluído em água e fornecido 3 vezes ao dia, enquanto o animal apresentar diarreia. Nurture LYT  é um suplemento nutricional energético indicado para a recuperação de animais debilitados, bezerras com desidratação, animais que foram transportados a longas distâncias, animais em convalescença e coadjuvantes no tratamento de doenças. Proporcionando reidratação, corrigindo a acidose e se tornando fonte de energia prontamente disponível, redefinindo o equilíbrio osmótico e eletrolítico rapidamente.

Sobre a Nutron – A Nutron, marca de nutrição animal da Cargill no Brasil, é especialista e líder em soluções inovadoras de produção animal, por meio de desenvolvimento de núcleos, premixes e especialidades para os segmentos de aves, suínos, peixes, pets, bovinos de leite e de corte, além de suplementos para criação de gado a pasto. Há mais de 20 anos, a marca sempre atuou próxima ao produtor para atender sua demanda com conveniência, qualidade e segurança, contribuindo com a prosperidade nos negócios de cada cliente. A companhia também promove ações socioambientais nas comunidades onde está inserida, pois considera ser seu dever atuar de maneira responsável para o desenvolvimento e crescimento sustentável de toda a cadeia produtiva do agronegócio. www.nutron.com.br.

 

Sobre a Cargill

Os 160 mil funcionários em 70 países trabalham para atingir o propósito de nutrir o mundo de maneira segura, responsável e sustentável. Todos os dias, conectamos agricultores com mercados, clientes com ingredientes e pessoas e animais com os alimentos que precisam para prosperar. Unimos 154 anos de experiência com novas tecnologias e insights para sermos um parceiro confiável aos clientes dos setores de alimentos, agricultura, financeiro e industrial em mais de 125 países. Lado a lado, estamos construindo um futuro mais forte e sustentável para a agricultura. No Brasil desde 1965, somos uma das maiores indústrias de alimentos do País. Com sede em São Paulo (SP), estamos presentes em 17 Estados brasileiros por meio de unidades industriais e escritórios em 147 municípios e 11 mil funcionários. Para mais informações, visite www.cargill.com e a central de notícias.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação