Diretores da Fiema participam de encontro da CNI com presidente Jair Bolsonaro

0
138
Edilson Baldez (ao centro com o ministro Tarcísio de Freitas) liderou comitiva ao encontro com o presidente da República

Doze representantes do setor produtivo maranhense integram comitiva liderada pela Federação das Indústrias 

Doze empresários maranhenses integraram a comitiva da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema) que foi a Brasília, nesta terça-feira (07) para o encontro da Confederação Nacional da Indústria (CNI) com o presidente da República, Jair Bolsonaro.  O evento teve como objetivo apresentar propostas para a redução do Custo Brasil, com consequente aumento da competitividade do setor produtivo no próximo ano.

Na oportunidade, o presidente da FiemaA, Edilson Baldez, conversou com os representantes federais de diversas pastas, dentre eles, o ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. “Pedimos uma atenção especial à recuperação das nossas estradas federais, nossas BRs, essenciais para o desenvolvimento do setor produtivo do nosso Estado”.

O vice-presidente executivo da Fiema, Cláudio Azevedo, frisou a importância de reunir com o governo federal para a geração de emprego no Maranhão. “Nosso objetivo é a desburocratização do serviço público para que os investimentos possam acontecer com mais fluidez em nosso país e em nosso Estado”.

Edilson Baldez com diretores da Federação das Indústrias no encontro com Bolsonaro

Representatividade – De acordo com a CNI, o objetivo do evento foi ressaltar para o presidente Bolsonaro e sua equipe de ministros, a importância da indústria para o crescimento econômico do Brasil, além de apresentar propostas para a redução do Custo Brasil, ou seja, para o aumento da competitividade da indústria.

Para isso, foi entregue a ele o documento “Propostas para a retomada da indústria e para a geração de emprego, que apresenta 44 propostas, elaboradas com base em subsídios das federações das indústrias dos estados, das associações da indústria, da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI) e de reuniões com empresas coletados durante o ano. Esses subsídios foram refinados em reuniões de fóruns e de conselhos temáticos da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e do Fórum Nacional da Indústria (FNI), além de reuniões técnicas entre a equipe da CNI com as equipes das federações e das associações.

A comitiva da Fiema, era integrada também pelo vice-presidente, Francisco de Sales Alencar; dos vice-presidentes executivos Luiz Fernando Renner, Celso Gonçalo, Cláudio Azevedo e Fábio Nahuz; do  conselheiro do Sesi-MA, Clynewton Dias dos Santos; do  presidente do Sindicato das Indústrias de Panificação e Confeitaria de Imperatriz (Sinpancimp), Antônio Alves Barbosa; da  presidente do Sindicato da Indústrias de Reparação de Veículos e Acessórios do Estado do Maranhão (Sindirepa), Leonor de Carvalho; do 1º Secretário da Associação Brasileira da Indústria de Panificação e Confeitaria (ABIP), Pedro Robson Holanda da Costa; do superintendente do Sesi, Diogo Lima; e do diretor regional do Senai, Raimundo Arruda.

 

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação