Do intercâmbio cultural ao enxoval, uma diversidade de negócios na Feira Entre Mães neste fim de semana

22

Via Mundo aposta na produtividade materna

Com um portfólio variado de produtos e serviços, a Via Mundo Intercâmbio participa no próximo final de semana da edição especial de Natal da Feira Entre Mães. As oportunidades de fechamento de negócios são variadas e nas seguintes áreas: turismo educacional e pedagógico, programas de High School e de férias para a Inglaterra, Canadá, intercâmbio cultural, programas de faculdades entre outros.

A equipe da Via Mundo aposta na economia mantida e incentivada pela produtividade materna. De acordo com o diretor, Antonio Bacelar, o atendimento no estande começa a partir das 09h de sábado (10) e segue até o domingo (11).

“Será uma oportunidade para parcerias, amizades, conquistas e negócios, já que a Feira tem se mostrado como movimento empreendedor de ajuda mútua”, afirmou.

A expertise da equipe Via Mundo conduz a participação cada vez mais em eventos que reúnem inúmeros parceiros em uma grande rede de negócios. É assim com as Feiras de Intercâmbio, organizada pela agência. Em 2023 será realizada a 8ªedição desse evento, que coloca São Luís como referencial do Norte/Nordeste para negócios de internacionalização. Serão mais de 12 horas de troca de informações entre os interessados na experiência de conhecer novas culturas, oportunidades e aprender uma nova língua com mais de 30 representantes de instituições no exterior.

Mulheres na cadeia dos negócios.
Hoje, quase a metade (45,9%) dos negócios em funcionamento no Maranhão tem a participação feminina, o que corresponde a mais de 140 mil empresas, de acordo com a Junta Comercial do Maranhão (Jucema).

Segundo os dados da pesquisa “Donos de Negócios, realizado pelo Sebrae, entre as 281 mil mulheres donas de negócios no Maranhão, há 196,5 mil mães, e do contingente total, 259,6 mil acumulam as obrigações domésticas com o desafio de tocar os negócios em frente.

Trazendo um recorte nacional, hoje temos mais de 30 milhões de empreendedoras no Brasil, segundo a Global Entrepreneurship Monitor e a Rede Mulher Empreendedora.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui