Donald Trump poderá concorrer à presidência em 2024, decide Suprema Corte de Michigan

7

Dia 19, Suprema Corte do Colorado havia declarado inelegível

O mais alto tribunal do estado norte-americano de Michigan negou, nesta quarta-feira (27), recursos apresentados para manter o nome do ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump fora das cédulas eleitorais estaduais.

“O pedido de autorização para recorrer da decisão do Tribunal de Recurso de 14 de dezembro de 2023 é apreciado e indeferido, por não estarmos convencidos de que as questões apresentadas devam ser apreciadas por este Tribunal”, disse a Corte em despacho.

As ações se baseiam na cláusula de insurreição, que impede de ocupar cargos públicos qualquer pessoa que “tenha participado de insurreição ou rebelião” contra a Constituição.
A campanha do ex-presidente dos EUA disse que vai recorrer da decisão.
(Agência Sputnik)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui