Dos 2,5 milhões de domicílios no Maranhão, 93,56% são casas e 4,12% apartamentos

56
Na vista aérea de Imperatriz dá para perceber a predominância das casas em relação aos apartamentos (divulgação)

Na capital, 76,3% das moradias são casas e 17,9% apartamentos

AQUILES EMIR

O Maranhão é um dos estados onde modalidade Casa é mais utilizada pela população. Dos 2.591.042 domicílios existentes no estado, 93,56%, ou seja, 1.956.961, são desse tipo, enquanto apenas 4,12%, isto é, 86.166 são apartamentos, e as demais modalidades estão distribuída entre casas de vila ou de condomínios, cortiço, malocas e estruturas inacabadas. Os dados são do Censo Demográfico 2022 (Características dos Domicílios) divulgado nesta sexta-feira (23) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O IBGE dividiu os domicílios particulares permanentes em seis tipos:

      • Casa
      • Casa de vila ou em condomínio
      • Apartamento
      • Habitação em casa de cômodos ou cortiço
      • Habitação indígena sem paredes ou maloca
      • Estrutura residencial permanente degradada ou inacabada

O recenseamento identificou um amplo predomínio dos domicílios do tipo “Casa”. Foram enumerados, no Brasil, 59,6 milhões de domicílios ocupados desse tipo, nos quais residiam 171,3 milhões de pessoas, representando 84,8% da população.

O Piauí é a Unidade da Federação (UF) com a maior proporção da tipologia “Casas” (95,6%).

Apartamentos – O segundo tipo encontrado com mais frequência foi o “Apartamento”, categoria de domicílio na qual residiam 12,5% da população em 2022. Foi o tipo que apresentou maior crescimento, mas continua minoritário em todos as Grandes Regiões e UFs. Entre UFs, a maior proporção de apartamentos é no Distrito Federal (28,7%).

Os domicílios do tipo “Casa de vila ou em condomínio” abrigavam 2,4% da população.
Em conjunto, os tipos “Casa” e “Casa de vila ou em condomínio” reuniam 87,2% da
população. As demais categorias são residuais.

Maranhão – No Maranhão, também ocorre o predomínio do tipo “Casa”. Foram enumerados 1,9 milhão de domicílios ocupados desse tipo, nos quais residiam 6,4 milhões de pessoas,
representando 95,1% da população. O segundo tipo com mais frequência foi o
“Apartamento”, categoria de domicílio na qual residiam 3,1% da população em 2022.

Os domicílios do tipo “Casa de vila ou em condomínio” abrigavam 1,5% da população.
Em conjunto, os tipos “Casa” e “Casa de vila ou em condomínio” reuniam 96,6% da
população maranhense. As demais categorias são residuais.

Capital – No que diz respeito à capital. foram identificados 406.974 domicílios, sendo 76,33%, ou seja, 266.192 casas. Os apartamentos representam 17,96%, ou seja, 62.616 domicílios; 12.701 casas de vilas ou condomínios (3,64); 7.104 cortiços (2,04%); 111 estruturas inacabadas.

(Com base em dados do IBGE)

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui