Em jogo com final polêmico, Palmeiras derrota Sport do Recife e cola no G4 da Série A do Brasileirão

0
57

VAR anula pênalti Rubro-negro e Verdão vence por 1 a 0

IGOR SANTOS

Mesmo com uma equipe considerada mista, o Palmeiras foi até Recife (PT) e derrotou o Sport por 1 a 0, na abertura da 29ª rodada da Série A. A partida foi marcada por uma polêmica nos instantes finais, quando, após consultar o árbitro de vídeo (VAR), o árbitro Dyorgines José Padavani de Andrade voltou atrás da marcação de uma penalidade para os donos da casa já nos acréscimos.

O gol marcado por Willian no primeiro tempo acabou sendo suficiente para a vitória, que deixa o Verdão firme no G-6, com 47 pontos, em sexto.
Envolvido na disputa da final da Copa do Brasil e na semifinal da Libertadores, o Palmeiras enviou a campo uma escalação com algumas modificações do técnico português Abel Ferreira, principalmente a improvisação do zagueiro Emerson Santos na lateral direita e a presença do pouco utilizado zagueiro chileno Benjamín Kuscevic. Na terça-feira, o time paulista pode confirmar a vaga em uma final da Libertadores depois de quase 21 anos. A equipe derrotou o River Plate no jogo de ida, em Buenos Aires, por 3 a 0.

Em Recife, o Sport tomou mais a iniciativa, mas o Palmeiras não deixou de levar perigo ao gol de Luan Polli. Patric, com algumas investidas no começo do jogo, deixou o Verdão alerta, mas não demorou para que a equipe paulista abrisse o placar.

Aos 26 minutos, Gabriel Veron recebeu longo lançamento pela direita e cruzou rasteiro. Willian dominou já dentro da área e chutou quase sem ângulo. Com os desvio por entre as pernas do goleiro Polli, a bola acabou entrando. Foi o 18º gol do atacante na temporada. Ele é o artilheiro do time, junto com Luiz Adriano.

A partir daí, o Palmeiras assumiu mais o controle do jogo, tanto em posse de bola quanto em número de oportunidades de gol.

No segundo tempo, o time de Abel Ferreira esteve perto do segundo gol aos 15 minutos, quando o atacante Breno Lopes acertou a trave em uma jogada pela direita.

O técnico Jair Ventura queimou as cinco substituições a que tinha direito, mas o Sport ainda parecia mais distante de empatar do que o Palmeiras de ampliar. A chance de ouro pareceu vir aos 49 do segundo tempo. Rony tentou o domínio com o peito dentro da área, mas a bola acabou tocando em seu braço. Depois de apitar pênalti no campo, o árbitro recorreu ao VAR e acabou voltando atrás, sob muitas reclamações dos jogadores do Sport. Ele considerou o toque de Rony involuntário.

O Palmeiras confirmou o triunfo por 1 a 0, que mantém a equipe com três vias possíveis para uma vaga na próxima edição da Libertadores: o G-6 do próprio Campeonato Brasileiro, o título da Copa do Brasil e o da Libertadores. Já o Sport segue na briga contra o rebaixamento, com 32 pontos, quatJogo terminou com pênalti anulado após consulta ao árbitro de vídeo. Verdão se mantem na briga pelo título enquanto Sport se aproxima da zona de rebaixamento. ro a mais que o primeiro integrante da zona do rebaixamento, o Bahia.

Clássico no Couto Pereira é marcado por erros e só duas chances de gol (foto do Twitter oficial do Athletico)

Empate – O empate sem gols deste sábado (9), no estádio Couto Pereira, não foi bom para as pretensões nem de Coritiba, nem de Athletico-PR na Série A do Campeonato Brasileiro. O primeiro dos clássicos reservados para a 29ª rodada foi marcado por oportunidades escassas de gol e baixo nível técnico.

Sem vencer há 10 jogos, o Coxa segue na lanterna da competição, com 22 pontos, sete pontos atrás do Vasco, primeiro time fora da zona de rebaixamento. Se o Cruzmaltino e o Bahia vencerem as respectivas partidas neste domingo (10), a diferença para deixar o Z-4 pode subir para nove pontos. O Furacão, por sua vez, teve uma sequência de três vitórias seguidas interrompida e perdeu a chance de se aproximar das seis primeiras colocações, que classificam à próxima edição da Libertadores. O clube rubro-negro é o décimo, com 38 pontos, mas ainda pode cair uma posição no complemento da rodada.

(Agência Brasil)

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui