Em mais de 50 países gasolina é mais cara do que no Brasil, aponta estudo do Cuponation

0
201

Preço subiu quase 30% em seis meses no Brasil

O segundo semestre de 2021 foi oficialmente marcado com uma maior estabilização da pandemia e mais pessoas voltando às rotinas de antes da quarentena, levando mais carros às ruas. Tendo em mente que o Brasil enfrenta uma grande crise quando o assunto é gasolina, o CUPONATION, plataforma de descontos online, reuniu informações sobre líquido no Brasil e no mundo.

De acordo com uma pesquisa do CUPONATION divulgada no início deste ano, em janeiro o Brasil aparecia no ranking dos 100 países com o litro de gasolina mais barato do mundo, ocupando a 71ª posição do ranking, – ficando entre os 30 países que mais pagam caro – ao cobrar cerca de R$4.45.

Sabendo que nas últimas semanas o preço do combustível vem crescendo de forma exponencial e chegou a bater R$ 7,00 o litro em algumas cidades brasileiras, a plataforma de descontos reestruturou o ranking, com a ajuda da empresa de estatísticas Numbeo, levando em conta desta vez os países que pagam mais caro primeiro.

Atualmente, o Brasil está no 54º lugar dessa lista, em que os cidadãos precisam desembolsar em média R$ 5,72 a cada 1L, com o valor do combustível subindo cerca de 28,54% no período de 6 meses. Confira a pesquisa completa no infográfico interativo do CUPONATION.

Indo ainda mais além, ficou registrado que o Brasil não só trocou de posição, como o levantamento apontou que o país subiu 17 posições no ranking da gasolina mais cara, o que significa que o brasileiro está gastando cerca de 0,52% de seu salário mínimo de R$ 1.100,00, segundo o IBGE.

Dentre as 100 nações participantes deste estudo, Hong Kong é quem ocupa o primeiro lugar da lista, pedindo R$ 12,27 pelo galão, seguido pela Holanda e pela Palestina, que cobram R$ 10,24 e R$ 10,183, respectivamente. O país que ficou em último lugar foi a Malásia, que garante R$ 2,61 pelo litro comprado.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação