Em mensagem enigmática, Bolsonaro pede que brasileiros se preparem para defesa da liberdade

0
581

“Se Ciro ou Haddad fosse presidente Brasil não seria livre”

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez na tarde desta segunda-feira (12) mais uma postagem polêmica em seu Twitter. Junto a um vídeo que é um resumo do que foi sua campanha a presidente, ele escreveu que se a facada de Adélio Bispo, em Juiz de Foro (MG), em setembro de 2018, tivesse tido êxito o Brasil hoje seria governado por Fernando Haddad (PT) ou Ciro Gomes (PDT) e o povo teria perdido sua liberdade.

Segundo Bolsonaro, “nos momentos difíceis deve-se unir forças, nunca ofender exatamente aquele que pode ser decisivo nesse salvamento. Se a facada tivesse sido fatal, hoje você teria como Presidente Haddad ou Ciro. Sua liberdade, certamente, não mais existiria”.

Numa segunda postagem, o presidente diz que a população hoje está tendo uma ligeira noção do que é o comunismo e quem são os protótipos de ditadores do país, com as decretações de medidas restritivas em nome do combate à pandemia de covid-19.

“Hoje você está tendo uma amostra do que é o comunismo e quem são os protótipos de ditadores, aqueles que decretam proibição de cultos, toque de recolher, expropriação de imóveis, restrições a deslocamentos, etc…”, escreveu.

Numa terceira postagem, Jair Bolsonaro chega a ser inigmático ao pedir que o povo brasileiro se prepare para defender o Brasil e a sua liberdade.

“Cada vez mais a população está ficando sem emprego, renda e meios de sobrevivência… o caos bate na porta dos brasileiros. – Pergunte o que cada um de nós poderá fazer pelo Brasil e sua liberdade e … prepare-se”.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação