Em São Luís, maioria aprova Flávio Dino e reprova Jair Bolsonaro no enfrentamento do coronavirus

3
1818

A pesquisa realizado pelo Instituto Escutec e divulgada na edição deste fim de semana do jornal O Estado do Maranhão revela que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) é reprovado em seu comportamento diante da pandemia do covid-19 pela maioria dos moradores de São Luís. Já o governador Flávio Dino (PCdoB) é visto de forma positiva por mais de 50%.

O jornal não revela quantos foram entrevistados, tampouco o período de realização da pesquisa, a metodologia (se presencial ou por telefone) e a margem de erro.

Uma segunda pesquisa, esta do Data Ilha, foi publicada neste domingo (19), pelo Jornal Pequeno. Segunda ela, 82,4% aprovam o isolamento social contra apenas 9,2% que desaprovam, enquanto 8,4%. Quanto ao desempenho do governador Flávio Dino, 69,2% dizem que aprovam, 26,7% desaprovam e 4,1% não responderam.

De acordo com a pesquisa do Escutec, a postura do presidente nesta crise da República é considerada como ótima por 6% da população de São Luís e outros 15% consideram o desempenho bom. Para 25% essa posição de Bolsonaro é regular, enquanto 13% avaliam o seu desempenho comom ruim e 35%, péssimo. Os que não sabem ou não quiseram responder somam 6%.

Pelo levantamento do Data Ilha, a condução do presidente Jair Bolsonaro no enfrenamento do covid-19 é aprovada por 35,5% e reprovado por 59,7%. Já 4,8% não quiserem ou não souberam opinar.

Jair Bolsonaro no meio do povo apesar dos alertas da pandemia

Quanto ao governador Flávio Dino, os que consideram sua atuação ótima somam 17% e 38% consideram bom. Acham sua atuação regular, 20%. Os que reprovam a postura do governador, estão divididos em 10% de ruim e 12% de péssimo. Já 3% não responderam ou não sabem.

A avaliação dos entrevistados sobre os dois governantes está de acordo com a percepção dos moradores de São Luís sobre enfrentamento da crise, já que o presidente prega a volta das atividades produtivas e Flávio Dino está cada vez mais restringindo o trabalho das empresas.

De acordo com o levantamento, 75% dos entrevistados concordam com o isolamento social e com o fechamento de parte do comércio como medida para conter expansão do vírus. Indagados sobre a flexibilização das atividades empresariais, 23% disseram que as pessoas que não são do grupo de risco deveriam sair para trabalhar, mas 75% defendem que mesmo quem não é do chamado grupo de risco deve continuar em casa. Outros 2% não sabem ou não responderam.

 

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação

3 COMENTÁRIOS

  1. Como esse governador que afirma lutar contra o coronavírus e defender a ecologia ainda autoriza a disseminação de pesticidas, ainda pior pelo ar, que é um comportamento escandaloso no meio de uma pandemia. Tampouco favoreceu o reagrupamento maciço de populações como durante o carnaval, a distribuição de cestas básicas ou suas campanhas de comunicação. O que ele faz com os grandes subsídios federais que recebeu para combater o coranovírus? Parte disso ainda é usada para propaganda, como costumava fazer com dinheiro público?
    https://luiscardoso.com.br/acidente/2020/04/aviao-cai-no-maranhao-explode-e-piloto-morre-carbonizado/?fbclid=IwAR1mHsmjjC-g7LL7xjX6lE0Nu2y7sxlk-bPkj2rep82CsXP3CqXBy-jgLJw

  2. O povo maranhense, foram doutrinados desde os antigos governos. Só quém tem uma ampla visão não concorda com esta aprovação! E deixo bem claro, sou uma seminalfabeta.

  3. Pesquisa ou materia paga? Ninguem de sã consciencia, que conheça o Estado do Maranhão acreditaria qualquer coisa de positivo feita pelo atual governador, na realidade ele é um inutil, não ajuda e atrapalha no processo de ‘limpeza’ que está em andamento no nosso pais.

Comments are closed.