Em São Luís, Álvaro Dias pede a saída de Michel Temer

1
1133

AQUILES EMIR

Em São Luís, onde neste sábado (08) pela manhã faz o lançamento do Podemos, legenda que substitui o Partido Trabalhista Nacional (PTN), o senador paranaense Álvaro Dias fez coro ao discurso do seu colega cearense Tasso Jeireissati (PSDB), que defendeu nesta quinta-feira (06) o afastamento do presidente Michel Temer (PMDB) para que em seu lugar seja eleito o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

De acordo com Dias, o presidente da República perdeu a confiança da população e nada do que ele diz tem credibilidade popular, o que atrapalha as reformas em trânsito no Congresso Nacional, que considera necessárias para estimular o crescimento da economia do Brasil. O senador fez uma comparação com o Plano Real, do governo Itamar Franco, que conquistou a confiança do povo brasileiro à medida que foi sendo explicado pelo então ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso, que foi eleito em 1994 e reeleito em 1998 presidente da República.

Pré-candidato a presidente, Álvaro Dias, na entrevista concedida nesta sexta-feira pela manhã ao programa Ponto Final, da Mirante AM, lembrou que Maia é o substituto imediato do presidente em caso de afastamento e ele tem simpatia da maioria dos membros da Câmara para ser efetivado, e esta, na sua opinião, seria a melhor saída para o Brasil neste momento.

O senador ressaltou que nunca se enganou com Temer, pois o conhece de muito tempo e “os que escolheram para vice-presidente conheciam bem melhor”, portanto quando defendeu o impeachment da ex-presidente Dilma não foi apenas para substituí-la pelo vice, mas para que avançassem as mudanças e fosse implantada a moralidade pública, ou seja, para houvesse uma mudança nos costumes políticos.

O senador classificou como sintomático o fato de Rodrigo Maia ter optado por se afastar do país no momento em que o titular se ausentou para participar do encontro do G20, na Alemanha, onde estão reunidos os presidentes das nações mais desenvolvidas do Planeta. O deputado está na Argentina e o presidente em exercício é o senador Eunício de Oliveira (PMDB-CE). De Buenos Aires, Maia sinalizou que a situação de Michel Temer é muito complicada com a apresentação da denúncia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Na mesma linha de raciocínio do senador manifestou-se, na entrevista, o deputado federal Aloísio Mendes. Ele acha que a Câmara precisa estancar esta crise, colocando um novo presidente no comando da Nação. Da entrevista também participaram a presidente nacional do Podemos, Renata Abreu, e da executiva estadual do Maranhão, Maura Jorge, pré-candidata ao Governo do Estado.

(Foto do Youtube)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.