Roseana diz que vai recuperar indicadores sociais e econômicos do Maranhão

0
667

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB), que tenta pela quinta vez chegar ao Governo do Estado, visitou neste sábado (18) três municípios da Baixada Maranhense – Porto Rico, Cedral e Guimarães – ao lado dos candidatos a senador Sarney Filho (PV), a suplente de senador Lobão Filho (MDB) e a deputados estadual e federal. Ela disse que é preciso melhorar os índices econômicos e sociais, que caíram nos últimos anos.

Ela prometeu ainda ajudar os micros empresários que estão fechando as portas dos seus estabelecimentos por não suportarem o arrocho fiscal. “Queremos trazer de volta a esperança aos maranhenses”, afirmou.

Roseana foi recebida em Porto Rico pelos ex-prefeitos Rosa Ivone e Luis Henrique, que em seus discursos agradeceram o apoio recebido quando estava no governo. O presidente da Câmara Municipal, Waldir de Jesus, e os vereadores Cota e Jaud também declararam apoio à sua candidatura. “Se hoje Porto Rico tem estrada asfaltada e asfalto dentro da cidade, na porta das nossas casas, é graças ao Governo Roseana, que não asfaltou só uma, mas duas vezes”, afirmou Luis Henrique.

Em Cedral, ela foi recepcionada pelo ex-prefeito Gabriel Amorim Cuba, o presidente da Câmara Municipal, Maurício, e os vereadores Doriedson, Juarezinho, Dênis, Fabiano e Késsio, entre outras lideranças. “A estrada Cedral-Mirinzal e outra para o Outeiro, a energia elétrica e tantos outras obras, ou seja, o que Cedral tem hoje foi graças ao empenho da governadora Roseana”, disse Gabriel Amorim.

Esperança – Já no município de Guimarães, houve encontro com os ex-prefeitos Padre William da Silva, Antônio Lopes e Murilo Nunes. ”Assim como em todo o estado, Roseana fez e ainda fará muito pelo Maranhão, e trará mais desenvolvimento”, destacou o padre William.

Roseana ressaltou que todos os municípios maranhenses são importantes, independente do fator socioeconômico. E garantiu que, se eleita, retomará os programas sociais e o incentivo à geração de emprego, com programas com o Primeiro Emprego, como forma de fomentar a economia maranhense.

Ela lamentou as dificuldades que as pessoas de baixa renda enfrentam sem os benefícios sociais como Viva Luz e Viva Água, todos extintos pelo atual governo. “Hoje no Maranhão há uma verdadeira perseguição aos pobres. Os trabalhadores que não têm condições de pagar água e luz, ainda têm que se preocupar em não terem suas motos presas e vendidas em leilões pelo governo estadual. A população merece ser tratada com mais respeito”, enfatizou.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação