Emplacamentos de veículos tiveram aumento de quase 39% no primeiro semestre

0
238

Mercado se recupera, mas escassez de produtos é gargalo 

Apesar da ligeira retração de 3,03% registrada em junho, ante maio, o mercado de veículos consolidou sua trajetória de recuperação no primeiro semestre de 2021. De acordo com dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), todos os segmentos automotivos registraram crescimento acima de dois dígitos no número de emplacamentos, na comparação com o mesmo período do ano anterior, quando o Brasil passou a sofrer os impactos da pandemia do Coronavírus.

“A alta em relação ao primeiro semestre do ano passado já era esperada, pois tivemos uma paralisação quase completa da economia em abril de 2020, mas, de qualquer forma, o mercado mostrou boa adaptação à pandemia”, destaca Alarico Assumpção Júnior, presidente da entidade.

Segundo ele, a recuperação poderia ser melhor, caso a produção de veículos estivesse normalizada, uma vez que a indústria continua enfrentando dificuldades na obtenção de peças e componentes eletrônicos, a fim de manter o ritmo de produção que atenda à atual demanda.

“Isso fica bem claro no segmento de automóveis, por exemplo. As concessionárias estão, praticamente, sem estoque de alguns modelos e as entregas estão represadas, o que acaba comprometendo a recuperação dos segmentos afetados”, explica.

Saiba como foi o desempenho dos principais segmentos:

 

 

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação