Empresários da indústria permanecem confiantes no Maranhão no mês de julho

0
129
Empresas estão investindo mais em pesquisa o que mostra confiança parta os próximos meses

Pesquisa foi realizada com empresários dos setores da construção, extrativas e de transformação 

O Índice de Confiança do Empresário da Indústria (ICEI-MA), estudo elaborado pela Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema) em parceria com a Confederação Nacional da Industria (CNI), alcançou 55 pontos, em julho de 2021, com uma regressão de -12% pontos na comparação com o mês anterior. Ultrapassando a linha divisória dos 50 pontos, o índice deste mês aponta que o empresário do segmento permanece confiante na economia.

A exemplo do Nordeste e do Brasil com aumento de 24% e 30%, respectivamente sobre a posição de julho/20, há sinal de retomada de confiança, após as fortes quedas registradas em abril/maio de 2020.

Setores – O ICEI por setor registrou na indústria de transformação 58,8 pontos, porém com uma confiança menor em comparação ao mês passado. O mesmo acontece com a indústria da construção civil que ainda permanece na faixa positiva de confiança, mas com uma diferença de 7,7 a menos que no mês de junho, registrando 50 pontos.

Nas avaliações das condições atuais de economia, do estado e das empresas, a indústria de transformação e extrativa registrou 62,5 pontos sendo esse o melhor resultado nos últimos três anos.

Expectativas – No que tange às expectativas para os próximos seis meses, os índices são favoráveis para a indústria geral, ultrapassando a linha dos 50 pontos, especialmente com relação à economia nacional e ao comportamento da empresa. Quanto ao setor de construção, a expectativa para os próximos seis meses regrediu 12,5 pontos em julho, na comparação com o esperado no mês anterior.

O ponto de menor variação se refere às expectativas sobre o estado que, embora melhorando, não atinge a faixa de otimismo, ficando em 42%.

O ICEI é elaborado mensalmente e o índice é obtido a partir da ponderação dos resultados referentes às condições atuais e expectativas dos empresários em relação à economia brasileira, o Estado e a empresa. Em janeiro, foram entrevistados empresários de todo o Maranhão, dos setores da construção civil, indústrias extrativas e de transformação.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação