Encerrada com êxito às 15h30, no Hospital Albert Einstein, cirurgia do presidente Bolsonaro

0
588

Jair Bolsonaro entrou domingo e cirurgia começou de manhã

CRISTINA CAMPOS

A cirurgia de retirada da bolsa de colostomia e reconstrução do trânsito intestinal do presidente Jair Bolsonaro terminou por volta das 15h30, com êxito, no Hospital Israelita Albert Einstein, na capital paulista. A informação foi dada pela assessoria de imprensa da Presidência da República.

Um boletim médico sobre o procedimento cirúrgico será divulgado tão logo seja autorizado pela equipe médica. Às 17h, haverá entrevista coletiva à imprensa com o porta-voz da Presidência da República, general Rêgo Barros, no Hospital Albert Einstein.

Bolsonaro deu entrada neste domingo (27) no hospital e a cirurgia começou logo de manhã.

Mourão – O presidente em exercício, Hamilton Mourão, disse mais cedo, no Twitter, que “estejamos todos em união, rogando ao Pai Todo Poderoso, Senhor de todos os exércitos, pelo sucesso da cirurgia a que é submetido e plena recuperação do nosso guerreiro e Presidente”.

A cirurgia de retirada da bolsa de colostomia e de reconstrução do trânsito intestinal de Bolsonaro começou às 6h30 desta segunda-feira, no centro cirúrgico do Hospital Israelita Abert Einstein, na capital paulista.

A previsão é que o período de recuperação do presidente dure dez dias. O porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, informou que Bolsonaro pretende despachar do próprio Hospital Albert Einstein.

 O presidente em exercício, general Hamilton Mourão, fala à imprensa

Entre os compromissos desta segunda, Mourão recebe na parte da tarde autoridades religiosas cristãs da Palestina, no gabinete da Vice-Presidência, onde despacha. Na semana passada, Mourão descartou a possibilidade de o Brasil fechar a Embaixada da Palestina em Brasília. Para ele, não houve alterações desde 1947, quando foram estabelecidos dois Estados – de Israel e da Palestina.

Mourão também se reúne nesta segunda-feira com executivos do Banco Credit Suisse, além de parlamentares.

Nesta terça (29), o presidente em exercício vai coordenar a reunião do Conselho de Governo com todos os ministros em que está agendada uma apresentação do Tribunal de Contas da União (TCU) sobre governança.

Ataque – No dia 6 de setembro do ano  passado, ao participar de um ato de campanha em Juiz de Fora, Minas Gerais, o então candidato à Presidência da República foi esfaqueado por Adélio Bispo de Oliveira. Com lesões nos intestinos delgado e grosso, Bolsonaro foi operado na Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora e passou a usar uma bolsa de colostomia temporária. Transferido para São Paulo, ele foi novamente operado no dia 12 de setembro no Hospital Albert Einstein e ficou internado atéo dia  29, quando recebeu alta.

Passadas 48 horas da cirurgia, Bolsonaro voltará ao trabalho, ainda no hospital, onde deve ficar 10 dias em recuperação. O hospital organizou um espaço para o presidente despachar.

(Agência Brasil)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação